Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

sábado, 30 de abril de 2016

Desfile dos Campeões do NONO CONCURSO DE ENREDOS

Confira a ordem de enredos do desfile dos campeões!!!!


Basta clicar nos títulos para visitar os enredos CAMPEÕES!!!

Enredo FINAL
1  Costinha 199,8  0h
 Amre-bé... 199,8  23h 30
2  Gordos 199,7  23h
Água 199,5  22h 30
Eróticos 199,5  22h
4   Fafá 199,4  21h 30
5  Teko 199,2  21h
6  Padre Miguel 199,1  20h40
Diamante 199,1  20h20
7  Mara 198,7  20h
Sete a Um 198,7  19h40
Boca 198,7  19h20
8  Ultra 198,4  19h
Trapalhões 198,4  18h40
9  Mortos 198,3  18h20
Olhos 198,3  18h
Contos do Caiçara 198,3  17h40
10  Tratado 198,2  17h20

19º Lugar João Nogueira com 192,1 pontos

O que dizer sobre o enredo? Não deu certo, faz parte, é levantar a cabeça e bola para frente!


Faltou muito as músicas de João Nogueira, o enredo passou bastante falando dos parceiros, mas quase não deixa claro de fato o resultado dessas parcerias que eram as músicas!


Reveja, basta clicar:

Enredo 901: “As Criações de João Nogueira

Aracy de Almeida - Fechando a primeira noite simbólica do Desfilão!



Aracy de Almeida rendeu um ótimo enredo. Estamos falando de uma sambista, alguém que foi considerada uma das maiores cantoras do país (é realmente é uma das maiores cantoras), mas é incrivelmente quase uma desconhecida nos dias de hoje.

Também vale destacar o quanto ele foi bem amarrado, este enredo Campeão do Oitavo Concurso de Enredos soube explorar o tema enredo e suas conexões. É um enredo que fica interessante até o final! É um enredo muito bem "preenchido". Enredo é isso saber lidar com os fatos, dar soluções e significados, explorar estes significados dentro da narrativa que vai trazendo. é isso que faz uma história interessante e não perca a oportunidade:



Aproveitando neste momento e falando do autor do Enredo. É o melhor exemplo que podemos notar de que aqui é possível estar em altos e baixos. Este Concurso julga enredos, não autores ou agremiações, Danilo já esteve em 19º lugar e terminou como Bicampeão. Agora na Nona edição ficou na sexta colocação, sua pior posição nessa nova fase, voltou a ficar em baixa. No Concurso de Enredos é assim, as coisas mudam, amanhã ele poderá voltar a ser campeão novamente, se voltar a apresentar um Enredo da qualidade de Treze ou Aracy, como poderá cair para "13º lugar" se não trouxer um enredo bom. 


Novo Ranking Do Concurso de Enredos


Dona Zica 9

Melhor ENREDO
1 Gordos Fabio Granville
2 Teko Beto Limberger
3 Amre-bé Robert RM
Apresentação Visual
1 Teko-Porã Beto Limberger
2 Amre-bé Robert RM
3 Gordos Fabio Granville
Melhor Tema
1 Padre Miguel Rênio Ramos
2 Olhos Genilson Santoôs
3 Boca do Inferno Cleiton Almeida
Melhor Exploração temática
1 Costinha Neni Cabral
2 Gordos Fabio Granville
3 Pornográficos Neni Cabral
Melhor Sinopse
1 Amre-bé Robert RM
2 Teko-Porã Beto Limberger
3 Costinha Neni Cabral
Melhor Título:
1 Uma musa com a cara do Brasil Diom Carlos
2 Amre-bé... Robert RM
3 PADRE MIGUEL, A MISSÃO DE UM INDEPENDENTE Rênio Ramos
Melhor Introdução:
1 Amre-be Robert RM
2 Teko Beto Limberger
3 Diamante Danilo Guerra Couto
Melhor Desenvolvimento:
1 Gordos Fabio Granville
2 Costinha Neni Cabral
3 Amre-bé... Robert RM
Enredo Histórico:
1 Tratado de Madrid
2 Babado Genilson Santoôs
3 Sete a Um Humberto Mansur
Enredo Homenagem
1 Costinha Neni Cabral
2 Mara Maravilha Diom Carlos
3 Fafá de Belém Aleff Carvalho
Enredo Alegre:
1 Costinha Neni Cabral
2 Quatro
3 Sete a um Humberto Mansur
Enredo Ousado
1 Babados Genilson Santoôs
2 Eróticos e Pornográficos Neni Cabral
3 Sis Humberto Mansur
Melhor Cep:
1 Ceres Lucas Xavier Sousa
2 Contos do Caiçara Rênio Ramos
3 Recôncavo Baiano Genilson Santoôs
Ecológico:
1 Teko-porã Beto Limberger
2 Amre-bé Robert RM
3 Água
Original:
1 Mortos Junior Rodrigo
2 Gracinha Tartalla Da Suin
3 Olhos Genilson Santoôs
Participante que mais evoluiu:
1 Fabio Granville / Genilson Santoôs
2 Junior Rodrigo
3 Rênio Ramos
Especial:
Ultrarromance Cleiton Almeida, Diamante Danilo Guerra Couto e Olhos Genilson Santoôs por ousarem na proposta de setores. Mesmo que eventualmente tiveram problemas valeu pelas tentativas e ousadias de arriscarem. Tivemos no mesmo concurso enredo com 2 e com 10 setores!
Sis pela proposta de grande dificuldade e pelo amor ao tema. Humberto Mansur
Mara Maravilha pela inovação, divulgação do enredo em outros lugares e repercussão. Diom Carlos
Rênio Ramos por Padre Miguel
Neni Cabral pelo Conjunto da Obra
Para das Duas Hebes, Tartalla Da Suin e Jerlanio Souza
Gracinha pela surpresa de furar olho e ao mesmo tempo arriscar criticar a homenageada, todo mundo esperando uma coisa e veio outra!
Pedro Ivo Velozo pelos comentários construtivos ao acompanhar o concurso
- Bateria de Pornográficos Neni Cabral
- Comissão de Frente de Gordos Fabio Granville
Ala 18 – O ser Espirrador do Enredo Ilhas das Bruxas Joao Pedro
4 - Por contar a história do Concurso de Enredos.

Vermelho - Um enredo regional

Este momento de relembrar os enredos, algo que eu vejo como importante para destacar sobre este enredo e este autor é proposta de trazer temas da sua região.

Vermelho não é simplesmente um enredo sobre a cor, ele se inspira na música Vermelho, uma música do Boi Garantido com muita identificação local.  

Ainda para relembrar, Aleff estreou no Concurso com Belém, depois trouxe Vermelho e agora recentemente veio de Fafá de Belém. (Basta clicar nos links pra visitar os enredos do autor)

Este tipo de proposta de um autor falar e trazer enredos relacionados com a sua terra é bem interessante. É trazer o seu espaço, a sua localidade, trazer suas temáticas, e trazer a sua visão da sua localidade que muitas vezes não temos a oportunidade de ver. Mas é um desafio extra, pois exige se reinventar a todo tempo, como falar da sua localidade sem se repetir?

Ainda sobre autores com temática Regional, o Aleff Carvalho não é o primeiro, já tivemos autores que desenvolviam seus enredos assim, tivemos e vamos ter a oportunidade de relembrar futuramente os enredos do Arthur Macedo, que era do Nordeste e só nos trouxe enredos de temática nordestina, como "O CORDEL DO POVO ENCANTADO"  (você pode ver o enredo, basta clicar), "Encontro dos Chicos" e "Arte pela Arte Pernambuco Você e Meu!"

Já sobre autores falando uma vez ou outra do seu estado, bairro, ou cidade uma vez pelo menos iremos encontrar muitas vezes como Fabio Cardomingo quando falou do seu bairro em "A menina dos meus olhos", Campina Grande no primeiro concurso de Rene Duarte Martins e recentemente tivemos Ceres do Lucas Xavier Sousa  

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Olá todos do mundo carnavalesco!

Este comunicado será publicado nos próximos dias em vários espaços.



Peço um minutinho da sua atenção.
Estou aqui para falar de um evento de vanguarda! Um feira de ideias em que qualquer um pode expor o seu projeto de carnaval!
E é com muito orgulho que a Organização tem para informar que até este momento atingimos 231 enredos. Somando todas as edições, esta é a marca de 231 Sonhos de Carnaval para mostrar e todo mundo ver e compartilhar!


Chegamos na nossa 10ª edição! Que é comemorativa! Nela vamos relembrar a nossa história, que começou lá em 2003! No tempo que não existia nem Facebook, apuração foi feita no yahoo Messenger, se falava em ICQ e o nosso site ficava do Geocities.  
E também é claro, vamos apresentar mais uma feira de ideias com a nossa nova safra de enredos.

Nosso espaço é aberto para a participação de qualquer pessoa que tenha um sonho de carnaval e tenha vontade de expor. Você que chegou até aqui lendo este texto também está convidado para mostrar para nós o seu enredo, seus sonhos de carnaval. 

Afinal, se falamos tanto em “futuro do carnaval”, em manter o samba vivo e outros papos, é exatamente em um evento como esse que o samba está vivo! Assim como também, podemos plantar sementes para ele se perpetuar.

É em um espaço como é o Concurso Brasileiro de Enredos que podemos expor ideias de carnaval, um espaço também “aberto” para propor carnavais, estilos diferentes, propor caminhos! E até bater o pé, quando a Liesa reduz para 7, 6 carros e nós dizemos que terminaremos com os limites, ficaremos entre 1 e 15 carros!

Também informamos, que mesmo que você não venha a participar do Concurso de Enredos, é nosso papel fazer a nossa parte e seguiremos fazendo isso. Mais uma vez teremos e ofereceremos mais uma infinidade de enredos que “desfilarão” e encherão de cores, ideias, projetos a tela do computador, para quem quiser ver e até vez ou outra um carnavalesco do carnaval real “copiar” alguma coisa, como aconteceu vez ou outra aí... Não  nos importamos, pois queremos  influenciar, queremos dar a nossa contribuição para o Carnaval, além de oferecer diversão e entretenimento.

Um espaço aberto a todos, que qualquer um pode participar, seja menino de 12 anos que está aprendendo a escrever ou seja carnavalesco profissional.

No Concurso de Enredos é assim! Todos podem participar!

Não excluímos ninguém!

Aceitamos enredos até 18 de julho!

Dúvidas aqui, grupo do facebook https://www.facebook.com/groups/280416798788627/

E claro e-mail: abacateazul@yahoo.com.br


Venha para a DÉCIMA FEIRA DE ENREDOS!!!


18º Sis com 196 pontos


A missão deste enredo era muito difícil, ele precisa convencer e se justificar.

Os desafios eram enormes:
- Convencer que um Anime rende enredo
- Convencer que o tema muitas vezes "pra baixo" rende enredo.


Isso é querer disputar o Concurso de Enredos no mode "HiperHard", ou seja, traduzindo, no modo super difícil (que é ainda além do difícil). Alguns enredistas pegam um ótimo tema e dele fazem o seu enredo que é meio caminho andando. O novo Japa do Concurso de Enredos resolveu começar com desafios imensos!

Eu posso tentar aqui sugerir e imaginar caminhos para este enredo. Eu vejo que poderia ter buscado lidar mais com os significados e não simplesmente narrativo. O roteiro é praticamente um "resumo" dos episódios, uma linha mais de resenha, extraindo os acontecimento, tirando e dando interpretações e trazendo simbolismos certamente conseguiria uma maior identificação dos leitores.

Mas jogar no modo "HiperHard" realmente era um desafio tremendo. De qualquer maneira eu vejo superioridade desde enredo sobre Sakura, este sim virou pérola do Concurso de Enredos.

Madoka foi digna, é ET, mas no geral tem algumas coisas que dá para extrair, como uma bela apresentação visual. Eu considero que o destaque realmente deste enredo é o capricho visual, concordo que as notas deste enredo no quesito são injustas, ele realmente foi digno dos 10101010. Mas também é de se entender os pontos perdido, a minha "teoria" é contaminação, como o julgador rejeita um enredo e acaba contaminando e tirando notas dele de ponta a ponta.


Reveja:


quinta-feira, 28 de abril de 2016

17º lugar Era uma vez com 196,1

Também em 17º lugar tivemos um outro enredo igualmente bastante atual, na moda, e que igualmente teve problemas de exploração e também de apresentação. 

Eu vejo que o autor do enredo precisa de maturidade, rodagem, é muito jovem. 
Futuro tem! E notável que tem vontade! E quem tem gana de verdade chega lá!

Reveja, basta clicar:

17º Bruxas, Magos e Ilusionistas com 196,1 pontos

Este é um exemplo perfeito e para este momento. Um enredo não precisa ser prefeito para ser digno de apresentação.



Bruxas, Magos e Ilusionistas mostrou uma temática bastante em alta no carnaval atual (magia e ilusionismo). O tema apresentado é vastíssimo e pode preencher e render muitos desfiles interessantes.

O problema do enredo é que exatamente por ser um tema bastante amplo e rico a exploração não conseguiu ser satisfatória. Faltou uma melhor delimitação temática.
Clique para rever o enredo: 


Nos aproximamos da DÉCIMA EDIÇÃO

É uma edição comemorativa e de festa! Afinal não será todo dia que se chega na DÉCIMA EDIÇÃO.

E temos muito que comemorar, estamos na marca de 231 enredos!
Só nos últimos 365 dias tivemos cerca de 90 enredos! Parou para pensar que a "nossa" produção anual entre abril 2015/abril 2016 foi de 90 enredos? Isto é mais que o Carnaval Carioca inteiro somando todos os seus grupos!
Antes de tudo, o DÉCIMO CONCURSO BRASILEIRO DE ENREDOS será é uma edição que contará a história de todas as edições anteriores e seremos fieis mais do que nunca as nossas origens.
Temos história para contar e justificar muita coisa. Muito do que somos é pq se chegamos até aqui foi sendo assim.
Não somos liga e nem pretendemos ser. Temos princípios básicos desde as primeiras edições e não seria justo em uma edição comemorativa que iríamos nos contradizer.
- Temos compromisso com a liberdade de criação! Procuramos o máximo possível deixar o autor encontrar uma grande liberdade para fazer o seu enredo, nosso formato sempre foi flexível, aberto e receptivo a todos (que também são outros dos nossos fundamentos). 
- Não confundir flexibilidade com bagunça. O concurso de enredos nunca foi bagunça, sempre teve regras e sempre funcionou. Existe regras, elas apenas são mais flexíveis. Não pretendemos colocar as regras acima da liberdade de criação. Temos algumas particularidades e até obrigatoriedades, mas não excluímos ninguém.
Um lugar especial para todos!

- Somos abertos e receptivos a todos - Este concurso não foi criado pensando em ser uma "elite" que só aceita "mega" enredistas e exclui os demais no processo. Quando eu no meu primeiro texto falando sobre o primeiro concurso de enredos, escrevi "aberto para todos", era um Concurso realmente aberto para todos! Um Concurso que pode servir para todas as finalidades, para os mais diversos interesses! Quem quer expor o seu sonho de carnaval seja por qualquer motivo, aqui tem espaço! Seja um garoto de 12 anos que está aprendendo a escrever ou um carnavalesco profissional. Todos aqui tem chance! Somos PLURAL e nossa prioridade foi e sempre será a PLURALIDADE.

Aqui é um espaço para crescer!

- Também não temos grupos, pois não desejamos segregar. E o nosso histórico de 9 edições nos diz que o campeão do concurso seguinte pode ser um novo participante ou alguém que já ficou em posição bem atrás. Também somos conscientes que os participantes podem variar bastante. Divisões em níveis só ocorreram em casos excepcionais.
- Este também é um Concurso pensando na coletividade, pensando em todos. Somos "comunidade", "escola", "aprendizado". O Concurso é feito e pensando em "compartilhar", "dividir com os demais", aqui não é pensando em uma estrela única brilhar. É feito para várias estrelas brilharem.

É simples! Se acha o super e não acha digno de dividir espaço com quem está começando. Vá para o carnaval real ou diabo que o parta e seja feliz! Aqui é coletividade, partilhar e dividir!


- Também Somos espetáculo, pretendemos também oferecer show, entretenimento. Diversão! Temos compromisso com o avanço e não a fixação, limitação, planificação.

E não podemos esquecer que aqui é CONCURSO DE ENREDOS, somos uma feira de ideias e colocamos as ideias como o maior destaque. Até na apuração as notas são para os enredos, não para autores ou escolas. Embora que destacamos que como o espaço nunca foi para reprimir, liberamos para quem quiser mostrar bandeiras, assim como exigimos assinaturas nos enredos (para quem desejar entrar diretamente em contato com o autor)..



Sobre fakes - O espaço sempre foi livre para isso também! Repito que somos feira de ideias O nosso compromisso é com enredos, então cada um deve ser livre para apresentar as suas ideias como bem entender, desde que não prejudique ninguém.
O que é e sempre será proibido é todo o tipo de trapaça, qualquer tipo de intenção de prejudicar alguém ou obter benefício de maneira ilícita.
E mais, procuramos e vamos sempre escutar todos, mas na nossa prioridade é atender o coletivo, não pretendemos ceder interesses particulares, aqui o EVENTO deve prevalecer. O crescimento do Concurso é prioridade e não nos transformarmo em uma Liesa. Um grupo limitado e fechado com praticamente 11 escolas que vem uma do Acesso visitar. 
Também não pode ser um evento que alguém vem participar que tem um olho só, resolve determinar que temos que furar o olho de todos pq a disputa será desigual. Não podemos ficar caolhos, temos sim que procurar maneiras de deixar a disputa justa, mas de maneria livre, aberta e honesta.


Décimo Concurso de Enredos 
Uma grande festa!
Uma feira de ideias!

E Desde a primeira edição: Um espaço aberto para todos!





sexta-feira, 22 de abril de 2016

16º Lugar Gracinha com 196,5

Hebe como ninguém esperava!
Esse enredo deve ter surpreendido muita gente, o outro autor do enredo sobre Hebe quase pensou em não entregar o seu enredo, mas fico evidente que está HEBE era totalmente diferente da outra HEBE.




Foi bastante interessante mais uma vez a participação da Tartalla da Suin, mostrou que não temos que temer dos temas "iguais". O Nono Concurso teve duas Hebes, mas uma foi criticando e não homenageando.

Falando agora do enredo, é fácil entender sua posição, o enredo estava incompleto, por isso, acabou ficando nesta posição. Não resistiu na disputa com outras propostas mais acabadas.

O enredo ainda perdeu -0,6 na Comissão de Obrigatoriedades, recuperando a pontuação pouco melhoraria, ficaria em 15º lugar empatado com Ceres e 4.

Reveja o enredo:



quinta-feira, 21 de abril de 2016

Nair de Teffé em 1912

‪#‎belarecatadaedolar‬ 


#concursodeenredos


Confira a história de Nair de Teffé, uma mulher ousada e a frente do seu tempo!

O enredo foi apresentado em 2015 e já destacava na introdução:



INTRODUÇÃO: 

A ideia de apresentar esse enredo é falar sobre uma mulher corajosa, curiosa, sem limites, capaz de quebrar infinitas barreiras. Aquela que quando todos pensavam que já tinha sido capaz de tudo, surpreendia apresentando mais uma novidade.
Ainda foi primeira-dama! E para quem até hoje pensa que primeira-dama deve ser uma mulher recatada, dona de casa... Vai ter que rever os seus conceitos, pois apresentamos:
Confira o enredo na integra, basta clicar => Nair de Teffé

quarta-feira, 20 de abril de 2016

15º lugar 4 com 197,1 pontos

O 15º lugar foi um enredo encomendado, todo mundo que ficava em quarto lugar sofria uma maldição e não voltava mais. 


Este diria que partiu errado, não conseguiu deixar muito bem claro a proposta de falar apenas do 4 na questão do azar, muita gente não entendeu e outros consideravam que o enredo poderia mais se fosse mais ambicioso.


O melhor do enredo foi o roteiro foi nele que o enredo tirou as melhores notas. Confira:
Enredo 904 - O número 4 – Quebrando profecias!

15º Lugar Ceres 197,1

Este é outro enredo que eu pessoalmente gosto bastante, mas que sofre pelo fato da "temática CEP" estar bem em baixa.
 
A proposta temática é boa falar das duas Ceres, mas o enredo tem passagens bruscas e se perde quando resolve dar um setor inteiro para o Sayão.

Confira o enredo:
 Enredo 903: Ceres, a Deusa dos Cereais

14º Lugar Babados 197,4

Eu pessoalmente gosto bastante deste enredo e considero que ele merecia ficar em posição bem melhor.



Mas também é de se entender a posição que ele ficou, tecnicamente tem problemas e isso pesou nas notas. Faltou encadeamento, uma melhor linha para desenvolver o tema.

A proposta de brincar e falar de um tema sério ao mesmo tempo, acabou não fazendo sucesso. Vejo que muitos não se envolveram ou não conseguiram entender direito este enredo.
 Confira o enredo mais uma vez, basta clicar:

terça-feira, 19 de abril de 2016

13º Reconcavo 197,6

Em 13º lugar com 197,6 pontos tivemos um pedacinho da Bahia.

Tem coisa bem bacanas neste enredo, como aproveitar sua poesia campeã e utilizar. 



No geral, vejo que faltou neste enredo tentar se concentrar nas particularidades da região, o enredo tem momentos muito genéricos que poderiam servir para muitas cidades. Lidou com temas bastante importantes em uma época marcada pela intolerância, como nas questões religiosas, raciais e sexuais.
Mas como no exemplo que citei na minha própria justificativa, ficou por muitas vezes genérico, falou de homosexualidade, mas não falou do Grupo Gay da Bahia, por exemplo. 

Confira e reveja o enredo:



12º 2 de Fevevereio 198 pontos

Chegamos na hora do 12º lugar é um grande tema enredo, todo tema afro sem dúvidas merece respeito, mas tem alguns problemas técnicos que fizeram o enredo não acontecer.

É bom observar que este enredo só em Roteiro perdeu 1 ponto! Sem esse ponto perdido o enredo ficaria na ótima sétima posição. O roteiro no geral caiu em muitas abstrações e o modelo de apresentação apresenta uma leitura difícil.


Reveja o enredo clicando:

11º Embarcações 198,1




Teve quem gostou deste enredo, de fato ele tinha ambição, mas no geral ele não aconteceu!

Eu considero o ponto mais falho é na setorização. Ele até começa bem, mas o seu desenvolvimento temático tem uns choques bruscos como no setor 3 que como um Iceberg complicaram as chances de maiores pretensões.

Confira o enredo:

11º Encontros 198,1

Este enredo é bom, mas foi o oposto do Hebe que fez sucesso externo e não foi bem internamente.
Já este enredo vejo que teve uma recepção mais interna, foi bem na crítica, mas não foi tão bem no público.


Acredito que uma parte do pessoal não entendeu muito o enredo ou não se envolveu por tratar-se de uma temática espírita. 

Eu pessoalmente, considero que faltou explicitar mais a temática e proposta espírita, já que letra de música dá margens para diferentes interpretações. Um leitor mais distraído pode se pegar surpreendido e acabar nãos envolvimento com termos de Allan Kardec.

De qualquer maneira esta aí! Confira:
  • Enredo 926: Entre Encontros e Despedidas
  •  
  • E quem sabe nos ajude a entender pq este enredo não está entre os Campeões do NONO CONCURSO DE ENREDOS.  


  • Uma curiosidade, acho que é a terceira vez que o autor fica melhor colocado com o seu enredo B ou C. O enredo considerado "A" sempre está ficando atrás.

11º Lugar Dama da Televisão 198,1

Este enredo teve todas as condições e seria digno de voltar no Sábado, infelizmente ficou de fora por 0,1.



O que aconteceu?

Considero um enredo esforçado, o autor deve ter orgulho do que apresentou.  A repercussão desse enredo foi muito boa, a audiência e externamente foi um grande sucesso. 

Internamente, dentro da comunidade do Concurso de Enredos com uma analise mais critica é que ele não aconteceu. Os jurados também ficaram divididos, mas exatamente o jurados mais técnicos foram os que tiraram pontos do enredo o que lhe custou a volta ao Sábado. 


 Confira o enredo, basta clicar:

21º lugar Império 187,9

Este será um clássico do que não fazer com uma proposta de exploração temática.

A proposta anunciada ela falar de Religião sob a temática dos 4 elementos. Mas na execução o autor falou de apenas dois, o terceiro optou por determinar ques não tinha nada para falar e o quarto ele esqueceu e não deu a mínima satisfação.

Clique e confira o enredo:


Não podemos esquecer que o enredo apresentou bastante erros de escrita, algumas bem graves como a inocente troca do "e" pelo "é". 

22º lugar Ponto Final 183,8

Este enredo lida com uma temática bastante atual, mas tem dois problemas:

- Foi apresentado de maneira bastante desorganizada
- Falta embasamento

Independe da posição politica é importante que um enredo estava bem embasado. Não se pode ficar aqui fazendo apologia ao "senso comum".

Confira o enredo:

segunda-feira, 18 de abril de 2016

23º Lugar Reinos 174,9

Este é outro enredo que o texto do enredo é copiado da internet, não tem criação.

A avaliação deste enredo ficou muito prejudicada.



Sobre o enredo eu deixo parte da minha justificativa:

No final foi tão sem sentido, tão sem noção que até me trouxe alguma coisa. Um enredo maluco, insano, caótico, uma proposta de arte “extra insana”, até poderia render..

A questão é que é difícil saber o que é de fato criação e o que pode ser puramente impressão.

É como ver uns componentes da Vila Isabel desfilando de cueca e interpretar isso como ousadia... Mas ao apurar isso se sabe que isso era falha da escola e não a intenção de ser assim...

Falou escrever um enredo, encadear, estabelecer a proposta que de fato queria."

Clique e confira: 

24° lugar Profecias 172,9

O enredo ficou na 24ª colocação 


O principal problema do enredo é ficar demais no copia e cola. É importante para competir com pé de igualdade com os demais construir e escrever o seu próprio texto.

É importante criar e defender as suas ideias!

Clique e confira:


terça-feira, 12 de abril de 2016

Julgador Nil Guimarães - Parte 3 - Segunda

Análise do enredo: “Amre-bé...”
- Título
  Nota: 10
  Justificativa: Esse foi o título que tive mais dificuldade de avaliar. Hora achava que deveria descontar um decimo por acha-lo muito sucinto e não fornecer qualquer esclarecimento que proporcione ao expectador se quer desconfiar do que se trata, considerando que é uma expressão totalmente desconhecida de um povo/cultura ao qual não se tem acesso e que não é divulgado, nem mesmo nas aulas de história.
Por outro lado, avaliando melhor, vi nessa “estratégia” uma boa e eficiente “sacada”, já que o fato de não fornecer subsídios que propiciem o conhecimento da abordagem a seguir, nem mesmo, a desconfiança vem a ser um fator positivo, pois, aguça a curiosidade, desperta o interesse em desvendar-se esse “mistério”. 

- Introdução
  Nota: 10

- Impressão visual
  Nota: 10

- Argumento
  Nota: 10

- Desenvolvimento
  Nota: 10

- Exploração temática
  Nota: 10

- Conjunto artístico

- Comentário do julgador: Esse é, sem dúvida, o trabalho mais impecável que analisei. Impecável desde o assunto, a explanação desse assunto, a maneira como o mesmo foi apresentado (grafia, fontes, formatação, diagramação, as imagens escolhidas e disponibilizadas), em suma, no todo.
A pesquisa é formidável, é eloquente, com as informações na medida exata. O enredo possibilita infindáveis possibilidades no que tange ao visual e é, sem qualquer dúvida, desses enredos necessários, fundamentais, imprescindíveis para a riqueza cultural dessa festa e para todos àqueles aonde esse enredo chegar.
Essa rica, bela e grandiosa história merece ser conhecida e valorizada, já que trata-se de um povo e uma tradição nossa e que, lamentavelmente, não possui o conhecimento necessário.
Parabéns.

Julgador: Nil Guimaraes  



Análise do enredo: “VOU TE LAPIDAR! 18 KLT’s O MAIS PRECIOSO DIAMANTE É VOCÊ!”

- Título
  Nota: 10
  Justificativa: Simples, objetivo, com a apresentação do tema principal bem exposta e, ainda, com a   qualidade de não fechar a ideia, dando margem a outras especulações que podem ser concebidas à partir desse título, sem que se tenha, no entanto, a certeza do que realmente ele se propõe a contar.

- Impressão visual
  Nota: 9,8
  Justificativa: O texto é apresentado com fontes um tanto desproporcionais, sendo muitas partes em negrito o que tira a leveza visual do texto e ainda causa certo incômodo na sua leitura.
Destaco, ainda, alguns erros de grafia dispersos ao longo do material e, também, erros gramaticais.
Exatamente por isso, despontuo o enredo em dois décimos, infelizmente.   

- Introdução
  Nota: 9,9
  Justificativa: O autor não fez uma introdução, então, recorri à justificativa e sinopse e achei a sinopse pesada, muito extensa (as informações poderiam ser um pouco mais “enxugadas”, tornando mais agradável a sua leitura. A fonte, o estilo de fonte e o tamanho das mesmas, mais a extensa explanação do texto tira um tanto o prazer da leitura e por isso despontuo um décimo.

- Argumento
  Nota: 9,9
  Justificativa: Na falta do quesito argumento, novamente recorri á sinopse e, embora a explanação seja repleta de informações, não existe a argumentação adequada a apresentação/harmonização da mesma ao enredo.
Vou tentar explicar melhor. A sinopse detalha a história do diamante, suas metamorfoses, suas peculiaridades, suas implicações sociais e as personalidades contribuíram para o tornar mais famoso e conhecido, além de desejado. No entanto, a ligação dessas informações com enredo, aqui nesse setor, fica sem a conexão adequada, pois o autor não faz a ligação/apresentação dessas informações junto ao enredo.

- Desenvolvimento
  Nota: 10

- Exploração temática
  Nota: 10

- Conjunto artístico
  Nota: 10

- Comentário do julgador: Um enredo muito interessante e formidavelmente “rico” (com e sem trocadilho) no que tange ao volume de informações e possibilidades, já que propicia do drama à comédia, envolve conflitos, alterações sociais, comportamentais dentre tantas outras possibilidades. 


Julgador: Nil Guimarães

 Análise do enredo: “SETE A UM FOI POUCO”

- Título
  Nota: 10
  Justificativa: Título bem elaborado. Informa o assunto central e ainda deixa no ar a interrogação... “como assim, foi pouco? (!) Essa indagação é formidável, pois, é ela quem atrairá a atenção do expectador e o fará querer descobrir o que esse enredo quer, exatamente, dizer, o que é fundamental.

- Impressão visual
  Nota 10

- Introdução
  Nota: 10

- Argumento
  Nota: 10

- Desenvolvimento
  Nota: 10

- Exploração temática
  Nota: 10

- Conjunto artístico
  Nota: 10

- Comentário do julgador. Um enredo muito interessante. A crítica “acida” é pertinente, ainda mais considerando o fato de a mesma se expandir para além do assunto central (o futebol) e trazer, a reboque, outros fatos dignos de vergonha e que não recebem a mesma atenção que o jogo tragicômico da copa. Realmente 7 x 1 foi pouco diante do despreparo, do descaso, da irresponsabilidade que se perpetuam ano a ano e que deveriam nos indignar tanto, ou mais que o famigerado jogo
O autor foi muito feliz em fazer uso desse episódio vexatório para “lembrar” de outras vergonhas nossas e fazer isso de maneira debochada muitas vezes. Trabalho muito bem elaborado, muito bem idealizado. Parabéns.

Julgador: Nil Guimarães


 Análise do enredo: “Entre Babados, Confusões e Gritarias, o brilho desta gente. Com purpurina de alegria, os iguais entre os diferentes”.

- Título
   Nota: 10
  Justificativa: A mistura do escrachado com o formal na construção do título já denota a mistura da galhofa e da seriedade que se verá a seguir.
Cada palavra, cada frase escolhidas foram muito adequadas e inteligentes.
O título apresenta, sem dar margens a qualquer tipo de dúvida, o que enredo trará e ainda o faz de maneira instigante, com o tom pertinente ao universo gay que, como não poderia deixar de ser, é sempre atrelado à indefectível pitada de deboche e irreverência.

- Impressão Visual
  Nota: 9,9
  Justificativa: Tiro um décimo por encontrar minúsculos erros gramaticais, tais como, falta de pontuação adequada em alguns momentos. E acentuação equivocada em outros. Realmente muito raros, mas, presentes.
Outro fator que me fez descontar um décimo foi a fonte e estilo da mesma escolhidas. Por tratar-se de um trabalho visivelmente preocupado em mostrar-se “bafônico”, ou seja, alegre, debochado, irreverente, a fonte foge, a meu ver, da proposta. O autor poderia ter escolhido uma fonte mais próxima à toda a estética do material.
Mais um detalhe que a mim passa como equívoco e que contribui para essa despontuação foi a citação: “… O que não faltam são “Homens com H”, daqueles que durante o dia é Maria e á noite é João sabe ? Vamos nos libertar homens, o importante é perceber que “A alma não tem sexo”! (sic)
Acho que o correto seria e mais lógico, seguindo a proposta do enredo, seria: homens que durante o dia são (no plural) “Joãos” e à noite são “Marias”, já que é esse um comportamento comum entre aqueles que escondem suas orientações sexuais.   

- Introdução
  Nota: 10

- Argumento
  Nota: 10

- Desenvolvimento
  Nota: 10
- Exploração temática
  Nota: 10

- Conjunto artístico
  Nota: 10
- Comentário do autor: O enredo, além do totalmente apropriado e oportuno (o carnaval precisa, mais que nunca, de abordagens festivas, escrachadas, satíricas e que ainda tragam mensagens positivas, que façam protestos, que desvendem e desmitifiquem conceitos ridículos e preconceitos boçais que tantos transtornos causam à vida de gigantesca parcela social e só servem para atravancar o necessário desenvolvimento intelectual, cultural e de bom viver entre todas as “tribos” que compõem o universo.
Trabalho bem elaborado, devidamente estudado e apresentado, com cada “purpurina” acoplada em devido lugar. Parabéns.



Julgador: Nil Guimarães
 Análise do enredo: “Era uma Vez”

- Título
  Nota: nota 10
  Justificativa: Um título lúdico, tão comum ao universo infantil, usado, na infinitamente, para dar início às velhas e tradicionais historinhas infantis e que o autor fez uso para contar a sua história nada lúdica, nada enternecedora. Esse contra-senso ficou muito interessante. O fator: “te peguei!” caiu bem à introdução do enredo. Boa saca. 

- Impressão visual
  Nota: 9,9
  Justificativa: O trabalho é bem organizado, as informações corretamente distribuídas, a diagramação é eficiente.
O desconto de um décimo acontece por pequenos erros gramaticais percebido, já na introdução do enredo.
O autor ainda fez uso de fontes e cores indevidas que, não só não contribuem para a beleza plástica do trabalho como, ainda, interferem na visualização adequada do mesmo.
Ex: (fontes em tamanho pequeno e na cor verde limão, que sobre o texto ficam bastante ebassadas)

- Introdução
  Nota: 9,9
  Justificativa: A introdução, embora sem a necessidade de ser extensa, poderia ser um pouco mais elucidativa. Sabe-se que tipo de história o autor vai contar, mas, fica-se com certa confusão por o texto de introdução carecer de um “bocadinho” a mais de clareza.
Outro detalhe... Embora erros gramaticais não devam ser levados em conta nesse setor do enredo ( e o desconto de um décimo não se da por este motivo), não posso deixar de ressaltar  que na introdução faltou ao autor a atenção necessária na escrita de apresentação. O texto não possui os requisitos de organização gramatical adequados, o que se vendo já no texto que tem por crucial finalidade apresentar o enredo, decepciona um pouco.

- Argumento
  Nota: 9,8
  Justificativa: Usei a sinopse para avaliar esse quesito e a mesma não é abrangente. As informações disponibilizadas pelo autor são escassas, principalmente se considerarmos que se trata de uma mitologia desconhecida, estrangeira. Falta uma narrativa mais ampla, mais detalhada que possibilite compreender-se a contento as nuances que o enredo terá. A sinopse é bastante resumida, não possibilita o entendimento da proposta.

- Desenvolvimento
  Nota: 10
- Exploração temática
  Nota: 9,8
  Justificativa: A falta de maiores detalhes e informações comprometem esse quesito. O autor foi muito feliz na apresentação dos setores, tais como, alegorias, fantasias, mas, infelizmente, deixa a desejar na narrativa tão crucial à essencial elucidação do enredo.

- Conjunto Artístico
  Nota: 10


Julgador: Nil Guimarães
 


 Análise do enredo:  “Eróticos e Pornográficos”

Título:
 Nota: 10
  Justificativa: Título absolutamente direto. Não se tem qualquer dúvida do teor do enredo, embora não se possa prever que tipo de erotismo e pornografia será posto em exibição e é esse um grande trunfo, trunfo muito eficiente, dessa “slogan” de apresentação.

- Impressão visual
  Nota: 10
- Introdução
  Nota: 10
 - Argumento
   Nota: 10

-  Desenvolvimento
   Nota: 10
- Exploração temática
  Nota: 10
- Conjunto artístico
  Nota: 10


 Análise do enredo: “TRATADO DE MADRID – UM FIM DE DISPUTAS QUE DEFINIU LIMITES...”

- Título
Nota: 10
  Justificativa: Título direto, objetivo, coma abordagem do enredo já explicitada em sua leitura.  Informa o assunto “chave” e ainda pontua o resultado final desse acontecimento. Inteligente a forma como, em poucas palavras, o título apresenta e esclarece o final do acontecimento.

- Impressão visual
  Nota: 9,9
  Justificativa: Infelizmente, diante do trabalho muitíssimo bem elaborado e apresentado, o autor se descuidou com a pontuação já na introdução, argumentação e sinopse. Erros muito ínfimos, mas, lamentavelmente presentes. Falta de vírgulas e pontos adequados à correta construção e sentido das frases. No mais, trabalho muito bom em todos os demais aspectos.

- Introdução
  Nota: 10

- Argumento
  Nota: 10
- Desenvolvimento
  Nota: 10
- Exploração temática
  Nota: 10

- Conjunto artístico
  Nota: 10

- Comentário do julgador.
Um bom enredo, histórico e que traz à tona uma fato de fundamental importância para a formação e desenvolvimento do nosso País. O assunto é abundante em possibilidades, tanto na parte temática, quanto na visual. Possibilita muitas e boas criações visuais e, de quebra, elucida fatos que certamente são desconhecidos ou equivocados de uma gigantesca parcela dos cidadãos brasileiros.
É desses enredo sempre oportuno e o material aqui disponibilizado é muitíssimo caprichado. A pesquisa é muito satisfatória e a distribuição dessas informações ao longo do desenvolvimento do enredo e, além de competente, satisfatoriamente ajustadas. Parabéns. 


Julgador: Nil Guimarães
  


Marcadores