Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

domingo, 15 de janeiro de 2017

Regulamento 11 - Rascunho

CONCURSO BRASILEIRO DE ENREDOS  ×11Ø

Apresentação do Regulamento do Décimo Primeiro Concurso de Enredos

Um dilema comum da Organização do Concurso de Enredos é ficar na dúvida entre apresentar um regulamento extremamente minucioso ou apresentar uma versão mais resumida e direta. Optamos nesta edição trazer um Regulamento bem simplificado, mas com textos em anexo. Assim ficarão estes textos em anexo como facultativos, que poderão ajudar nas dúvidas e aprofundamento de diversas questões que envolvem um projeto tão complexo que é o Concurso Brasileiro de Enredos.

O que é o Concurso Brasileiro de Enredos?

O Concurso Brasileiro de Enredos é um concurso artístico, de formato flexível e independente. O Concurso Brasileiro de Enredos também pode ser identificado como Oficina de Enredos (espaço para produção de enredos, debate sobre os rumos do Carnaval e escola para formação de Enredistas).

O concurso de enredos é gratuito, também não visa lucro, a participação em todas as esferas é aberta, livre e espontânea.

Mais detalhes podem ser conferidos no anexo 1.


1.    A inscrição (Como participar)

            Para participar do concurso de enredos tudo que o autor precisa é enviar o seu enredo em arquivo word para o e-mail: abacateazul@yahoo.com.br. Enviando o seu enredo, o autor estará automaticamente inscrito no concurso.

            O enredo inscrito pode ter disputando outro tipo de competição, incluindo carnaval real ou virtual (ligas de qualquer tipo e espécie). Desde a nossa primeira edição não exigimos exclusividade, desde que o autor do enredo faça a inscrição do seu enredo ou seja um responsável devidamente autorizado.

            É PROIBIDO cópia de sinopses de carnavalescos, reedições. Mais sobre isso anexo 2.

            Quem por acaso estiver inseguro no formato de enredo que irá apresentar poderá conferir alguns exemplos:

http://concursobrasileirodeenredos.blogspot.com/2016/02/enredo-905-costinha.html

http://concursobrasileirodeenredos.blogspot.com/2016/02/enredo-931-amre-be.html



2.  O que deve conter em um enredo para disputar o título do Concurso de Enredos:

Um arquivo em Word (.doc) que deverá apresentar as seguintes obrigatoriedades do Concurso de Enredos:

- Título para o enredo (nome do enredo)

- Introdução (texto que apresenta a proposta de exploração temática)

- Argumento ou sinopse (texto que conta o enredo, fazendo desenvolvimento teórico)

- Roteiro (setores, alas e alegorias todos explicados)



- Elementos obrigatórios: Bateria, Velha-guarda, Baianas, 1 Casal de MS e PB e Comissão de Frente.

- Número de Alegorias: Ilimitado, assim como o número de tripés.

- Assinatura: (é obrigatória no mínimo a apresentação uma assinatura, nem que seja como codinome, é recomendado um endereço de e-mail para contato)

Mais detalhes sobre o que deve conter em um enredo que disputa o Concurso de Enredos pode ser visto de maneira completa no anexo 3 e anexo 8.


3.    Processo da disputa do Concurso de Enredos
Recebido o enredo, ele aguardará o desenrolar do processo de disputa. O 11º Concurso de Enredos apresentará duas fases de competição, além de um supercampeonato:

Primeira Etapa: O desfile dos enredos – Nesta etapa os enredos serão apresentados para toda a internet e passarão por votação popular (livre e aberta). Os 16 melhores classificados por votação popular estarão classificados diretamente para a fase seguinte (8 enredos da quinta e sexta-feira mais 8 enredos do domingo e segunda-feira).

Além dos 16 melhores, iremos convidar sob responsabilidade da Organização mais 4 enredos por critério técnico, totalizando assim 20 enredos classificados.

Os demais enredos não classificados na primeira etapa irão disputar a Recopa do Décimo Primeiro Concurso de Enredos (ver item 6 do regulamento).

Segunda Etapa: Julgamento dos jurados – Os 20 enredos classificados estarão divididos em dois grupos de disputa.

O grupo “<” será composto pelos enredos da Quinta-feira e sexta-feira.

O grupo “>” será composto pelos enredos do Domingo e segunda-feira.

3.1.        Concurso de Enredos Temático
Ainda dentro do Décimo Concurso Brasileiro de Enredos existe um Concurso de Enredos Temático.

Para a Décima Primeira Edição o tema “único” eleito por votação foi escrever sobre escola de samba ou personalidade ligada ao carnaval. O desfile do Concurso de Enredos Temático acontecerá no Sábado.

Até 10 enredos inscritos teremos apenas a etapa de julgamento dos jurados. Se caso tivermos mais de 10 enredos inscritos teremos uma etapa de votação popular para selecionar os 10 melhores colocados.

3.2.        Supercampeonato
O supercampeonato será composto pelos campeões dos grupos “<”, “>”, “temático” e o Campeão da Recopa do Décimo Concurso de Enredos.
Entre estes 4 enredos será assim proclamado o SUPERCAMPEÃO do Décimo Primeiro Concurso de Enredos.

3.3.        Recopa do 11º Concurso de Enredos
A recopa será um campeonato que terá a participação de todos os enredos não classificados para a segunda-fase do Concurso de Enredos.

O campeão da Recopa estará classificado para o SUPERCAMPEONATO do Décimo SEGUNDO Concurso de Enredos.

O julgamento da Recopa será especial, terá apenas um quesito (Conjunto Geral).


4.     Ordem de desfile
É definida de acordo com a ordem de entrega dos enredos. Mais detalhas anexo 6.

5.      Premiação

Não temos premiação nesta edição. E não consideramos isto fundamental

Embora aceitamos e sempre que pudermos eventualmente presentear os enredos ou receber doações para premiação aceitaremos.



6. Julgamento dos enredos

Cada julgador analisará todos os enredos e atribuirá notas para todos os quesitos. A nota mínima é 9.0 e a nota máxima é 10.0 para os quesitos Impressão Visual, Título e Introdução. Para os demais quesitos a nota mínima é 5,0 e 10.0 a nota máxima. Com dois ou três jurados a nota mais baixa será descartada. Com quatro jurados, teremos o descarte da nota mais baixa e da mais alta.

Mais detalhes anexos 6 e 7

7.    Questões não presentes no regulamento


Considerando que é impossível prever uma infinidade de questões que o regulamento não conseguiria incluir caberá a organização decidir, podendo também abrir votação ou consultado os jurados do concurso de enredos conforme cada caso.

Tudo que estiver no concurso relacionado com intenção de prejudicar um terceiro, burlar de maneira desonesta as regras, leis, poderá estar propenso a penalidades.

8.    Quesitos para julgamento
O 11º Concurso de enredos apresentará 9 quesitos.
7 sob responsabilidade dos jurados e 2 sob responsabilidade da Organização.

Mais detalhes sobre os quesitos no manual do julgador.


Anexo 1 - Explicando nossos “termos”:

Um concurso Artístico

Somos um concurso, ou seja, existe a intenção de após cada evento realizado eleger um vencedor, no caso, o melhor enredo. Por tanto, salvo os enredos proclamados como apresentações especiais, os demais enredos inscritos competem entre si.

Fazemos questão de destacar o termo “artístico”, pois somos um concurso de cunho artístico, temos compromisso com a arte, promoção da arte e surgimento de novas ideias.  E procurando manter essa promessa, acreditamos que devemos dar espaço para a maior liberdade possível para a expressão artística, ela deve ser livre, a criação deve ser prioridade, não desejamos amarrar excessivamente nossos criadores em formatos excessivamente engessados e que prejudiquem a sua liberdade para criar. Exatamente por isso, adotamos um formato de disputa flexível, sem exatamente um formato padronizado e fixo”, para sermos receptivos com diversos padrões de apresentação e vamos procurar “na medida do possível” aceitar e conviver com as mais variadas propostas e diferenças.

Apesar disso, por estarmos também em uma competição, podemos recomendar determinados formatos ou fazer determinadas exigências que considerarmos importantes para testar e analisar os enredos que desejam vencer o concurso. Essas recomendações são indicações ou obrigatoriedades que poderão estar presentes para o julgamento e a avaliação dos enredos. Mas frisamos que mantemos o compromisso de sermos um espaço livre e aberto a todos, o não respeito ao regulamento salvo casos excepcionais (como trapaças e tentativas de prejudicar outros) não resultarão em exclusão de nenhum autor ou enredo do processo.

Destacamos que os autores não devem priorizar excessivamente a vitória, participar de um Concursos de Enredos pode ser uma janela para um novo mundo, muito maior do que simplesmente vencer ou perder.

Somos independentes e procuramos manter um espaço e vanguarda e resistência

O concurso se posiciona como independente porque não somos necessariamente escravos de qualquer formato de liga de escolas de samba, seja ela qual for. Podemos receber influências que julgarmos importantes e necessárias, mas não exatamente seguir e viver se adaptando para decisões que eventualmente vem de cima, pois não estamos necessariamente em baixo e nem dependemos de qualquer liga para sobreviver. E nossa proposta também é influenciar, sermos e mantermos um espaço de vanguarda e resistência, abrindo espaço para novas ideias e enredos autorais com compromisso com a criatividade.

Ser Vanguarda é exatamente procurar estar na frente, avançar e não ficar seguindo passos. O que é impossível e irreal hoje poderá ser o carnaval do futuro de amanhã. Por isso, se temos compromisso com o novo, precisamos ser abertos para novas ideias e novas proposições.

            O nosso Regulamento durante todas as edições sofreu mudanças, sempre procuramos desde a primeira edição refletir, nos adaptar e crescer.

Oficina de Enredos Carnavalescos e Escola para formação de enredistas

            Temos compromisso em ser um espaço para produção de enredos carnavalescos e também para reflexão sobre enredos e rumos do carnaval, debates, estudo e reflexão sobre os enredos mostrados.

            Também temos um papel de escola para formação de enredistas, no momento que recebemos todo e qualquer tipo de enredo e procurarmos dar um retorno ajudando todos que participarem do projeto. Os enredos participantes do Concurso de Enredos são exibidos, debatidos, analisados e estudados tanto pela Comunidade que faz parte do Concurso de Enredos como pelos jurados. Procuramos crescer e proporcionar crescimento.

Somos um espaço coletivo, gratuito e de acesso livre.

O concurso tem como objetivo ser receptivo para todos que desejam disputar ou acompanhar com os mais variados objetivos e intenções. Incluindo os que desejam botar o seu “bloco na rua” apenas para brincar, ou até, os casos mais sérios que tem a intenção de divulgar o seu trabalho pensando em projeções no carnaval real ou até no virtual.  Exatamente por isso, podemos atender e receber um carnavalesco profissional (que deseja espaço para expressar as suas ideias), um amante do carnaval (que deseja influência e defender suas ideias e fazer parte do futuro do carnaval), gente que apenas quer se divertir (e imaginar que possui uma escola de samba virtual, literária ou imaginária) e até meninos de 12 anos que estão ainda aprendendo a escrever um texto.

Destacamos que não somos uma “liga” de enredos e somos anteriores a existência de qualquer tipo de liga virtual.

Anexo 2 – Reedições e Sinopses

ATENÇÃO: A sinopse inscrita não pode ser um plágio de outro autor, por isso, não é recomendado pegar a sinopse de uma escola de samba do carnaval real e inscrever como enredo. O autor se desejar fazer uma “reedição” terá que criar algo novo, não apenas o roteiro, mas reescrever a sinopse também! Somente o autor do enredo, por exemplo, o próprio Renato Lage poderia inscrever a sua sinopse do Salgueiro 2015 no Concurso de Enredos, ou no caso o profissional responsável por sua inscrição.

Relatos informais que teria falado com o carnavalesco, mandado irmão pedir autorização não são considerados. Reiteramos que só iremos aceitar quando os autores responsáveis por suas respectivas obras realizarem as inscrições.

Informamos que somos um Concurso de Enredos, buscamos uma competição justa e não cópias, extrações do trabalho de outros autores. Não queremos nos transformar em uma brincadeira de fãs de Renato Lage X Rosa Magalhães.

Imagine se cada participante começa a copiar sinopses, já pega um trabalho completamente pronto. É uma disputa desleal com quem pesquisou e escreveu cada linha do seu enredo.

Anexo 3: O que precisa conter em um enredo que disputa o concurso?

ATENÇÃO: Não importa as condições de disputa desse enredo, o concurso de enredos aceita qualquer enredo, estando completo ou não. Mas estas são as obrigatoriedades pra quem deseja ser campeão.



Basicamente o Enredo precisa conter:

a. Título - o nome do seu enredo – É recomendado que não esteja apenas presente no logo, mas também apresentado por inscrito no texto no enredo em algum momento.

b. Texto de Introdução - A função deste texto no concurso é deixar claro do que se trata o enredo, o que será visto, dando uma rápida amostra do que poderemos encontrar. É um texto importante de defesa do enredo e delimitação do que será contado (ou seja, deixar claro que entra e o que não deve entrar neste enredo).

c. Sinopse ou Argumento - É o texto que contará o enredo, este texto poderá ser resumido ou não, mas deve conter tudo que pretende expor.

d. Roteiro do enredo – Após a sinopse ou argumento apresentar uma explicação inicial para os setores separadamente (com nome e resumo de cada setor) e apresentar nome e número para alas e carros. É sugerida a explicação de cada ala e de cada carro, não é uma obrigatoriedade, mas é recomendado para aqueles que desejam de fato obter o campeonato.

e. Alas Obrigatórias: Devem estar presentes no roteiro do enredo - Comissão de Frente, um Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira (identificado como o Primeiro), Ala de Baianas, Bateria e Velha Guarda. Também é sugerida uma ala infantil e uma ala de passistas (mas estas duas não são obrigatoriedades). Todas as alas e carros devem ter um significado no enredo.

Ex: Velha Guarda - Ala 30 – Dando a volta por cima

Fechando a escola, a velha guarda comemora a volta por cima do país... Trazendo bandeiras do Brasil na mão, mostrando nosso sentimento de Patriotismo.

f. Carros Alegóricos e número de setores – O número de setores é ilimitado, assim como o de tripés. Também é ilimitado o número de carros.

O concurso é tolerante com enredos projetados pensando em escolas do Grupo Especial do Rio de Janeiro, enredos visando escolas do Grupo de Acesso ou Carnaval de São Paulo, escolas virtuais e escolas de outras cidades. Cada campeonato tem limitação diferente de carros que fazem com que neste concurso não exista um padrão fixo do número de carros.

O limite máximo de carros alegóricos foi aumentado para ilimitado, pois resolvemos ser um espaço de vanguarda, como temos o objetivo de ser um espaço para livre exposição de ideias, estamos dando inicio a política para maior liberdade de criação e não voltar para trás como fez a Liesa com limite de 7 alegorias e depois 6 carros, ano que vem talvez 5, 4 carros. Nos por sermos resistência, defendemos que deve ser livre, que uma escola deve ter total liberdade para trazer 1 alegoria, 15 ou 200, se assim desejar. Logicamente recomendamos o bom senso.

Recomendação Especial: A divisão dos enredos não precisa ser necessariamente obedecendo 12-15 carros => 12-15 setores. O autor com um tipo de proposta assim, pode dividir o seu enredo em partes maiores, podendo por exemplo, ter Capítulos (5 capítulos, cada capítulo podendo ter 3 setores, que no caso seriam subcapitulo), Quadros, Atos...

g. Tamanho do arquivo: Não poderá exceder 6000kb

h. Assinatura: No mínimo é exigido nome identificação (apelido, nome fictício ou verdadeiro) e e-mail para contato (depois do título ou no final do enredo). Não esqueça que um carnavalesco, um presidente de escola, alguém pode ler e se interessar pelo seu enredo. Então não esqueça de deixar um contato.

i. Fontes – É livre, cores, tamanhos, letras, espaçamento, o que se espera é um texto bem apresentado, bom para ler, fácil de entender.

j. Imagens - É facultativo. Sugerimos que o enredo tenha imagens, mas isso é só uma questão de embalagem. E atenção para o tamanho do arquivo (6mb é o limite).

k. Normas da língua portuguesa – Não somos um concurso de redação, esperamos que os enredos apresentados sejam bem compreendidos, erros leves são perdoados. Perderá nota o que comprometer o entendimento e em casos de erros graves.

l. Referências – Recomendamos referências e é obrigatória nos casos de cópia integral de trechos de qualquer site ou livro... Essas referências não precisam ser nas normas da ABNT, desejamos um formato flexível e não nos transformarmos em Monografias universitárias.

m. Arquivo – Aceitamos vários tipos de arquivo, mas enredos em.pdf e diretos no e-mail perderão 0,2.

N. São aceitos figurinos e esquemas de alegorias, mas não podem ultrapassar o número de 15. A cada 5 ultrapassados o enredo perderá 0,1.

ANEXO 4: Plágio, colagem, inspiração, trechos copiados e outras questões

Nesse item vamos destacar os conceitos do concurso sobre essas questões importantes.

Plágio TOTAL e PARCIAL nossas considerações sobre isto:

Plágio TOTAL - Será todo texto copiado de outra pessoa sem dar os devidos créditos. No momento que for localizado uma origem do texto copiado na integra que deixou de citar a fonte isso passará a ser considerado plágio pelo concurso de enredos. Nossa punição quando a questão será de grande rigorosidade (ver Comissão de Obrigatoriedades).

Plágio PARCIAL - Chamamos de colagem a junção de dois ou mais textos diferentes lugares e copiados na integra sem o autor citar os créditos. Nossa punição para esse tipo de texto é moderada (ver Comissão de Obrigatoriedades).

Fazemos essa diferenciação, por considerar que no caso dos plágios parciais o autor do enredo ainda pesquisou, fez seleções de texto. Ainda mais nos casos de “conteúdo” enciclopédico que pode estar contido nos enredos, naqueles trechos que o autor só queria trazer informações mais completas sobre determinado coisa, conceituar, contar com mais profundidade algum item. Não sendo necessariamente esse texto parte da criação do enredo, e mais um caso de informação complementar. Também somos “escola” por isso sempre iremos descontar pontos, jamais desclassificar, queremos ajudar e fazer todos crescer. Temos consciência que recebemos participantes de diferentes níveis, incluindo até jovens garotos que ainda estão aprendendo a fazer pesquisas, por isso, tomar medidas mais radicais em nada ajudariam no processo de crescimento desses autores.

Inspiração

O autor pode copiar trechos de diferentes textos, se inspirar em letras de música, poemas, livros, desde que cite essas obras.

A regra que adotamos é tudo que for citado não é plágio, tudo que deixar de ser citado poderá ser considerado plágio.

Inspiração e falta de criatividade

Inspiração não deve ser considerada necessariamente como falta de criatividade. Isso deve ir de cada caso em particular. Estamos cheios de adaptações de livros, filmes, peças de teatro, nada mais normal termos também adaptações e inspirações oriundas dessas “artes” para os enredos.

Referências

Referências são mais do que recomendadas, e passam a ser uma obrigatoriedade nos casos de cópia de trechos inteiros na integra.

Mas destacamos que não temos padrão para as referências, portando não seguimos as normas da ABNT. Não desejamos que o concurso seja decidido porque “Enredo A” deixou em letra minúscula o sobrenome do autor, ou esqueceu-se de citar o número da edição do livro. Nosso foco principal é o conteúdo, deixamos essas coisas secundárias para “outros” se preocuparem.

Também não é solicitada a obrigatoriedade de fazer referências de imagens, pois não pretendemos trazer poluição visual para os enredos. Principalmente porque boa parte das imagens são de domínio público, de autoria muitas vezes dificilmente comprovada. Assim também a referência de imagens é algo facultativo.



Anexo 5: Ordem de desfile

O concurso realiza o que chamamos de desfile que serão as datas em que serão apresentados no site do CONCURSO DE ENREDOS os enredos que disputam o concurso.

Definição da ordem de apresentação

Sobre esta ordem de apresentação, a organização deverá definir usando três critérios, listados em ordem de importância:

Ordem de entrega dos enredos (vai definir a noite em que o enredo vai ficar, se entrega cedo cairá na última noite, se entregar tarde cairá a primeira noite). Esse ainda é o principal critério. Exemplo: 30 enredos entregues

Enredo ímpar = O enredo desfilará no Bloco de Domingo e Segunda-feira

Enredo Par – O enredo desfilará no Bloco de Quinta e Sexta

Dentro de cada bloco os enredos serão divididos nas noites de desfile. Com os primeiros enredos entregues fechando cada uma das noites.

Para simplificação vamos ao exemplo, com os 16 primeiros enredos entregues.


Quinta
Sexta
Domingo
Segunda
Décimo Sexto
Décimo Quarto
Décimo Quinto
Décimo Terceiro
Décimo Segundo
Décimo
Décimo Primeiro
Nono
Oitavo
Sexto
Sétimo
Quinto
Quarto
Segundo
Terceiro
Primeiro Enredo



b- Enredos de mesmo autor ficarão em blocos diferentes

c- Colocação no último concurso: os Campeões e Vices ganham bônus por colocação

Campeão +3 posições

Vice-Campeão +3

d – Outras questões

Em caso de empate prevalecerá a ordem de entrega.

Enredos com mesmo autor para não ficar em um sequencia completa, também terão a ordem alterada.

e – Trocas de posição

Ocorrerão logo depois de divulgado a Ordem de Desfile prévia. Os autores terão 72 horas para fazer trocas.

Anexo 6:

Por que existe essa diferença entre os quesitos?

É para valorizar os quesitos mais importantes. Os quesitos Título, Introdução e Impressão visual são quesitos de apresentação de enredo, tem sua importância, mas são itens considerados secundários.

Anexo 7: Jurados e seleção de jurados e Sistema de julgamento do Décimo Concurso Brasileiro de Enredos

O Concurso Brasileiro de Enredos exatamente com base nos seus princípios fundamentais, já expostos e explicados nos itens iniciais deste regulamento procura um quadro de jurados coerente com esta natureza.

Somos um Concurso plural, que procura respeitar os mais diversos tipos de propostas e estilos, assim é sempre buscado um quadro de jurados que represente esta pluralidade.

A Data da apuração será marcada para cerca de 60 dias após a primeira entrega dos enredos.

Se caso tivermos muitos empates, a organização poderá desempatar. Usando como critério a pontuação válida total dos quesitos.

Conjunto Artístico será o primeiro quesito de desempate, depois Exploração temática e assim por diante.

Notas descartadas não serão usadas para desempate.

Persistindo o empate, será somado o número de notas 10, depois 9,9, 9,8.... As notas descartadas também não serão consideradas neste caso.

Anexo 8: Comissão de Obrigatoriedades

COMISSÃO DE OBRIGATORIEDADES

Esse quesito é obrigação da organização do concurso. A indicação do julgador e participantes é facultativa. Ele se desejar pode sugerir descontos, mas esse quesito é com a Organização do Concurso.

As obrigatoriedades são importantes para exigir dos autores uma melhor apresentação de seu enredo buscando adequar os enredos para uma mais completa avaliação possível. Como estamos em um concurso não poderemos esperar que seja campeão do  concurso simplesmente alguém que copiou e colou um belo texto da internet no Word e chamou ele de enredo. Vamos querer observar em primeiro lugar se este texto sofreu uma adaptação para o Carnaval. Por isso também é solicitado uma divisão dos setores, dar nome a alas e carros e mostrar criatividade com alas fundamentais das escolas de samba como Bateria e Baianas. Lembrar que o Casal de Mestre Sala e Porta-Bandeira precisa de um significado no enredo.

Penalidades:

O não cumprimento das penalidades resultará nos seguintes descontos:



Título para o enredo: -5 pontos

Introdução: -1 ponto

Sinopse ou Argumento: -10 pontos (para casos que só apresentou a divisão de alas, sem nenhuma explicação, roteiro “cru”) ou sinopse copiada de outro enredo.

Roteiro: - 20 pontos

Divisão de Setores no roteiro: -1 ponto

Explicação dos setores no roteiro: -1 pontos (não é descontado se ao menos for feita uma divisão de setores na sinopse que deixe claro os capítulos que serão apresentados, sinopse que já se apresenta como Setor 1, Setor 2). Tendo sido realizado uma explicação parcial dos setores, faltando um ou mais setores, o enredo perderá -0,1 por cada setor.

Divisão de Alas: -3 pontos

Elementos especiais: Velha Guarda: -0,6 ponto. Bateria, Baianas, Ms e Pb (no mínimo 1 casal) ou Comissão de Frente: -1 ponto cada. Alas sem significado o enredo ou nome receberão metade da punição. Velha guarda sem significado no enredo ou sem nome receberá penalidade de 0,3. Alas sem explicação também serão descontas com 50% da penalidade prevista.

Figurinos e esquemas de alegorias – Ultrapassando o número de 15, o autor perderá a cada 5 desenhos apresentados 0,1.

Enredo sem Assinatura: -0,1 (deve conter no arquivo de texto de enredo uma assinatura, a autor pode ser anônimo, mas deve deixar um contato)

Enredo em Word: O Arquivo deve ser em Word, apresentações em pdf ou jogados no e-mail o autor perderá 0,2.

Tamanho do arquivo: Deverá conter 6000 KB, perderá -0,1 a cada 500 kb ultrapassado.  Assim podemos notar que o concurso ainda tem uma tolerância de 499 kb, penalizando a cada 500 kb ultrapassado.

Advertência por normas de conduta: Após a terceira advertência por excesso de agressões, ofensas, entre outras questões o participante poderá ter o seu enredo punido em 0,01 (1 centésimo), posteriormente perderá 0,02, 0,04... Dobrando a penalidade até atingir aproximadamente 1 ponto.

Marcadores