Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

sábado, 6 de maio de 2017

Justificativas Concurso de Enredos 11 - J2 - Julgador: André Wonder

Justificativas Concurso de Enredos 2017
Julgador: André Wonder

OBS: Foram enviados os enredos com as anotações pontuais em anexo. Estas notas foram atribuídas, em duas etapas: a primeira avaliando o enredo por si só, e segunda foi em comparação com os outros onze enredos. Portanto, não julguei eficiente especificar de onde tirei cada décimo ou ponto.

Nota da organização: Iremos colocar no grupo do Concurso para todos os interessados baixar e conferir as anotações complementares.

1.    Chapecoense, tu és sempre Chapecó !
TÍTULO: 9,6
O título não é instigante e para pessoas que não conhecem futebol, como eu, ele não deixa clara a intenção do tema.
APRESENTAÇÃO:9,5
A apresentação, embora se  de modo limpo, possui poucas ilustrações, sendo que as que possui são mais fotos das beldades do que imagens que ilustrem a parte artística, a região, ou  o time.
INTRODUÇÃO:9,8
Introdução curta, porém com excesso de enumerações.
SINOPSE:9,0
A repetição de termos e ideias acabou por empobrecer a sinopse.
ROTEIRO: 9,2
Algumas escolhas não foram as mais eficientes, além da ordem dos elementos apresentados por vezes parecer deslocada.
TEMÁTICA: 9,3
Embora o time apresente grande apelo popular devido a sua tragédia, os dados apresentados não foram tão fortes quanto eu esperava, e se tornou mais um enredo CEP.
ARTÍSTICO: 9,3
Repetição de elementos como bandeiras, e outros elementos que não julgo artísticamente de boa leitura ou que condizam com a ideia proposta.

2.    As reviravoltas do medo !
TÍTULO: 9,8
O título instiga a curiosidade mas não é de fácil compreensão, o que seriam estas reviravoltas?
APRESENTAÇÃO: 10
Apresentação feita de forma clara, com diferenciação de fontes, cores e bastante ilustrada.
INTRODUÇÃO:9,6
A introdução (justificativa) estava um pouco longa e confusa.
SINOPSE: 8,6
Sinopse confusa, repetitiva e imbricada. Os elementos se sobrepõe, se confudem.
ROTEIRO: 8,5
A divisão e escolha dos elementos por vezes se tornou duvidosa, se seriam mesmo reviravoltas, ou apenas a escolha de outro lado do medo.
TEMÁTICA: 8,5
A temática do medo já foi abordada como enredo, valorizo que neste enredo o corte dado foi bem distinto do da Unidos da Tijuca de 2011 (O medo no cinema), contudo essas reviravoltas não foram claras.
ARTÍSTICO; 9,4
A escolha dos elementos e estática se deu de modo bem interessante, contudo com algumas partes que não me agradaram como, por exemplo, o uso de led em boa parte do desfile.

3.    Amazônidas: uma vida em comunhão com a floresta!
TÍTULO:9,9
Tílulo claro e eficiente, contudo pouco instigante.
APRESENTAÇÃO:9,8
A escolha do tom de verde sobre o fundo cinza comprometeu um pouco a leitura.
INTRODUÇÃO:9,8
Bem curta, mas apresenta de forma objetiva a proposta do enredo, além dos elementos que serão trabalhados no desfile.
SINOPSE: 10
Curta, simpes e bem desenvolvida, não ficou elaborando demais um tema que preza pela simplicidade do viver amazônidas.
ROTEIRO: 9,8
Alguns dos temas poderiam ser mais desdobrados, mais alas e elementos.
TEMÁTICA: 10
A temática que versa sobre o viver simples do povo é de estrema relevância para dar visibilidade aos diferentes tipos brasileiros.
ARTÍSTICO: 10
A escolha das fantasias e alegorias foi bem eficiente, o enredo merece ser montado.

4.    Os pecados aos olhos dos anjos, num voo negro ao encontro da Goianos.
TÍTULO: 9,6
Título longo e confuso.
APRESENTAÇÃO: 9,7
A utilização das cores para diferenciar os setores foi bem inteligente, contudo, a fonte escolhida que é em itálico cansa um pouco a leitura, dificulta o olhar. Além do pequeno número de imagens e destas muitas serem das “musas”
INTRODUÇÃO: 9,6
Curta e com excesso de elementos que não são auto explicativos.
SINOPSE: 9,2
Apresenta personagens interessantes ligados aos pecados, contudo tem ritmo lento, e repetitivo ao ficar “pulando” de pecado em pecado.
ROTEIRO: 9,5
O roteiro apresenta pequenas partes confusas.
TEMÁTICA: 9,0
O tema muito obscuro e pesado ao tratar dos pecados sendo guiado por “anjos caídos”.
ARTÍSTICO: 9,4
Repetição de algumas soluções estéticas como colunas quebradas.

5.    Um Sheakespeare bem brasileiro, sonho de uma noite de verão no Rio de Janeiro.
TÍTULO:10
O título apesar de longo, apresenta bem o enredo e faz o link interessante da história com o Rio de janeiro.
APRESENTAÇÃO:10
Escolha eficiente de cores, fontes e imagens.
INTRODUÇÃO:9,8
Como o tema é de cunho literário erudito, a repetição de alguns termos acaba por empobrecer a escrita.
SINOPSE: 10
A sinopse escrita em forma de versos combinou perfeitamente com o tema proposto.
ROTEIRO:9,8
O roteiro pecou em algumas partes por não deixar bem clara a relação dos personagens da peça com os personagens do carnaval.
TEMÁTICA:9,7
A temática é interessante, contudo a peça escolhida, apesar de bastante montada, não é de conhecimento amplo do público, e conhecê-la já reinterpretada pode ser confuso.
ARTÍSTICO:10
O enredo apresenta boas soluções artísticas, alegorias e fantasias. Pronto para ser executado no carnaval real, com pequenas adaptações temáticas.

6.    A lenda de Dido.
TÍTULO: 9,8
O título representa bem o enredo, simples e comum sem muita criatividade.
APRESENTAÇÃO:10
O uso de cores, imagens e fontes foi bem escolhido.
INTRODUÇÃO:9,8
A introdução explicita bem a intenção do enredo, mas supervaloriza o capítulo da medida da terra.
SINOPSE:8,5
A sinopse se dá de forma linear, sem denotar nenhuma opção criativa, repensada sobre o corte temático, praticamente um enredo temporal enciclopédico. Não apresenta estilo ou trabalho artístico do escritor, poderia ser uma pesquisa escolar que serviria.
ROTEIRO:9,7
Divisão comum, sem momentos de ápice, apoteóticos, narrativa linear e um pouco monótona.
TEMÁTICA:8,7
A lenda apresentada não possui nenhum tipo de ligação direta com nossa cultura, ou apelo emocional, ou popular.
ARTÍSTICO:9,6
As escolhas artísticas foram bem apresentadas, soluções e preocupação com a sequência cromática, contudo algumas fantasias com repetição estética.

7.    O Rei das aquarelas em terras soberanas.
TÍTULO: 9,6
O título deixa a desejar por não apresentar o nome do homenageado, não instigando curiosidade, além de fazer crer mais que se trataria de um pintor do que o cantor.
APRESENTAÇÃO:9,4
A falta de imagens que ilustrem o texto deixou a leitura menos rica, no mais a borda de notas musicais poluiu o olhar.
INTRODUÇÃO:10
Boa introdução, curta e objetiva.
SINOPSE:10
Bem feita a partir de uma colagem de trechos das canções do homenageado.

ROTEIRO:9,8
O roteiro segue a ordem afetiva proposta, mas apresenta pequenos deslizes ao usar termos como Nunca e se contradizer após.
TEMÁTICA:9,8
A escolha do cantor é de grande relevância, mas apresenta sua vida de modo direto sem um corte ou fio condutor novo.
ARTÍSTICO:9,5
O excesso de fantasias com palavras escritas levam a crer que apenas a fantasia não era suficiente em leitura, além da presença de elementos “polêmicos” que podem beirar o deboche. Ex: Um cristo redentor destaque que é um muso e tal. (falo isso com a certeza de ser uma visão quadrada da imagem do cristo, mas dentro do enredo que não é jocozonem uma critica social, apenas uma enumeração de  fatos da vida do cantor, é um uso desnecessário da imagem do cristo)

8.    Os tons de Zé !
TÍTULO:10
O título foi criativo ao propor um jogo de palavras.
APRESENTAÇÃO:9,9
Boa escolha de imagens e fontes, porém as cores das letras muito claras que dificultaram a leitura.
INTRODUÇÃO:10
Bem escrita, agradável de lr, possui um bom ritmo,
SINOPSE:9,9
Muito bem feita, porém longa poderia ser mais sucinta.
ROTEIRO:10
Boa escolha dos elementos apresentados, sua ordem e importância para narrar a vida e obra do cantor
TEMÁTICA:9,8
Temática relevante, porém faltou uma abordagem mais criativa do tema.
ARTÍSTICO:9,9
Enredo bem desenvolvido, perdeu ponto apenas em comparação com os outros enredos.


9.    A aventura tropical do português que se tornou um tupinambá.
TÍTULO:10
O titulo consegue resumir bem o enredo e ainda criar uma curiosidade, quem seria o tal português.
APRESENTAÇÃO:10
A escolha das fontes, cores e imagens foi bem eficiente.
INTRODUÇÃO:9,8
Curta, objetiva, mas poderia ter trabalhado um pouco mais o enredo como por exemplo falar do amor dele pela índia.
SINOPSE:10
Sinopse muito bem escrita.
ROTEIRO:10
A escolha da divisão dos setores se deu de forma bem inteligente e escolha dos elementos para serem expostos idem,
TEMÁTICA:10
O tema que narra uma parte inóspita de nossa história, tem um que de absurdo, de poesia e de carnavalização.
ARTÍSTICO:10
Boa escolha de fantasias e alegorias, além de comissão de frente e afins.

10.  Ecoa a alucinógena voz do samba sob a guia de iboga – o místico poder de um espírito africano.
TÍTULO:9,5
Título longo e confuso.
APRESENTAÇÃO:9,6
Pouca diferenciação de tamanho das fontes e uso de cores ou imagens.
INTRODUÇÃO:10
Embora a temática seja confusa, a introdução demostra bem qual a intenção do enredo.
SINOPSE:8,7
A sinopse é confusa ao introduzir o samba como um personagem, dentre outras ideias que não compreendi bem. Parece que forçou essa união do tema com a brasilidade.
ROTEIRO:8,5
O roteiro criado a partir da sinopse não tão clara, talvez pela estranhesa que o tema possui para o público brasileiro, acabou por comprometer a qualidade do desfile.
TEMÁTICA:8,5
Como dito acima, o tema não possui uma ligação clara com o carnaval, algum teor crítico, jocoso ou um apelo popular.
ARTÍSTICO:9,4
Os elementos apresentados são um pouco repetitivos e cansativos para o olhar ao imaginá-los.

11. EnawenêNawe, homens espíritos.
TÍTULO:9,9
O título é curto e curioso, mas perdeu pontos em comparação com outros enredos.
APRESENTAÇÃO:9,8
A escolha de cores, fontes e imagens foi regular.
INTRODUÇÃO:9,9
Curta e objetiva, faltou um pouco de ludicidade para que se tornasse mais atraente.
SINOPSE:9,5
Sinopse linear, sem destaque ou proposta mais criativa do tema. Apenas uma narração da história da tribo.
ROTEIRO:9,7
O roteiro apresenta algumas repetições de elementos.
TEMÁTICA:9,8
A temática indígena é sempre de grande relevância, contudo faltou apresentar um olhar bem mais místico do tema, já que o título se refere aos homens espíritos.
ARTÍSTICO:9,4
Repetição de elementos e pouca diferenciação de formas, soluções e figuras.

12.  beijo !
TÍTULO:10
Titulo curto que deixa livre a compreensão do tema pelo leitor, ao lê ló já se imagina que vai se abordar de forma “enciclopédica” as várias versões do beijo.
APRESENTAÇÃO:10
Escolha de fontes, cores e imagens foi bem eficiente.
INTRODUÇÃO:10
Curta e objetiva, apresentou bem a sequência a qual o desfile seria composto.
SINOPSE:10
Bem escrita e dividida, apesar do tema “Google” enumerativo, a divisão foi bem feita e bem explicada.
ROTEIRO:10
Como dito acima, a divisão se fez de modo lógico e inteligente.
TEMÁTICA:9,9
A temática tem apelo mais sensorial, perde ponto apenas no quesito comparativo.
ARTÍSTICO:9,8
Boas ideias estéticas de fantasias e alegorias, contudo o excesso do uso da imagem de bocas, lábios e beijos empobreceu a estética, ainda mais que na maioria das vezes essa presença nem se fazia necessária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores