Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Balanço do sofrível - Concurso de Enredos 11

Falando do Concurso de Enredos Tradicional, teve considerou no conjunto geral o Concurso de Enredos 11 fraco.  Sabem que eu depois de pensar bastante... concordo!

Uma imagem para resumir o Concurso de Enredos 11  


O 11 vai se destacar pela grande audiência e pela competitividade realmente foi uma edição muito equilibrada. Mas em alguns aspectos realmente foi uma edição que deixou bastante a desejar. Na questão ousadia, novidade,  a maioria não foi bem. Parece que o pessoal vestiu a camisa do rótulo "tradicional" e veio assim...

Até teve quem arriscou bastante, mas também errou a mão feio. Outro caso arriscou errado, arrumou coisa para se complicar... E muita!

Os temas no geral foram medianos, para não dizer sofríveis, pouquíssimos destaques. Talvez tenha sido a edição mais fraca de temas em todas as edições e olha que já temos 11 para comparar! Em bolo enorme com quase 300 enredos! Mas não vejo nada que se compare. Não lembro realmente de uma edição tão fraca em temas.  Até o Oitavo que pode ter sido a edição mais fraca pelo número de enredos, mas se tratando de ideias simplesmente na comparação trucidou completamente o 11. O oitavo concurso de enredos foi uma edição pequena, mas com vigor, o que marcou ali foi os enredos "inacabados". 


Mas realmente, a sensação final tenha ficado daquelas Copas do Mundo com muito jogo terminando em 0 a 0, indo para prorrogação, parece que faltaram os gols... Isto não significa que foi uma tragédia, os enredos não eram ruins. Tivemos alguns enredos com belos roteiros, como Aventura Tropical e Dido. Vejo Tons de Zé foi muito forte na questão de exploração do tema. Beijo foi um enredo com considerável originalidade. Sonho teve um ótimo conjunto. Tivemos uma ótima evolução do Lucas. Foram destaques como estes que no geral se permitiu que fosse a edição mais equilibrada e imprevisível. A disputa no geral foi muito aberta. 

Mas neste balanço, eu vejo sim que é um dos fatores determinantes, para caso continuarmos, passamos a sermos anuais. Quem sabe o povo com mais tempo traz coisas melhores... 

Uma possibilidade que me passa pela cabeça também é duas edições alternantes, em quem disputa uma edição é impedido de disputar a próxima. Assim aumento a divulgação e aposto no sangue novo. Já pensaram em uma edição com participantes 100% diferentes? Não vou fazer agora, mas confesso que é uma ideia que me passa pela cabeça arriscar algo assim... Romper totalmente com todos os padrões de disputas... Vanguarda é isso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores