Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Fórmula de disputa do 11º Concurso de Enredos

O 11º Concurso de Enredos seguirá o modelo do 10º Concurso que deu certo! Embora será mais contido.

Para entender a disputa do 11º e 10º sugiro entender o Carnaval de 1984, onde tivemos campeãs em cada noite de desfile e no Sábado das campeãs tivemos um SUPERCAMPEONATO.

Como será o 11º Concurso.
Iremos ter 3 campeões (no 10º tivemos 5 campeões/ 1 por noite).

No Décimo Primeiro Concurso os enredos serão divididos em duas chaves. Duas noites de desfile irão gerar 1 campeão.

Assim metade dos enredos de tema livre irão gerar um campeão e a outra metade um outro campeão. 






Ainda vamos ter o Concurso Temático (que será no SÁBADO), que acontecerá se caso este ultrapassar 6 enredos. Caso o concurso de Enredos temático não ultrapasse 6 enredos, os enredos do temático serão absorvidos e entrarão na disputa "tradicional". Metade para um grupo e metade para outro grupo.


Por que duas disputas e não uma?
Com um número imenso de enredos, achamos válido fazer dois concursos dentro de um. Lembrando que poderíamos pegar e fazer um concurso de enredos trimestral ou até bimensal. Como por falta de tempo, não dá para fazer e muitos ficariam de fora, fazemos um semestral, mas que vale por dois.


É uma questão de situação. Concursos enormes exigem adaptações. E com o tempo resolvemos nos adaptar, buscando um formato que resolvesse o número, incluindo todos, não excluído ninguém do desfile. 
Aceitando quem pode escrever só um enredo e não reprimindo quem pode e tem tempo para escrever 3 enredos e na edição passada tivemos até 5 enredos do mesmo autor.

E ainda!!! Pensando nos que ficariam insatisfeitos de não se enfrentar, temos o SUPERCAMPEONATO. Pois ainda para satisfazer TODOS temos um SUPERconcurso de gera um campeão somente. 


Como será gerado o campeão?

Vamos ter duas fases. Na primeira fase os enredos de cada grupo, dentro do seu grupo (o amarelo e o vermelho da imagem lá de cima) irão se enfrentar por votação popular.
Os primeiros colocados, cerca de 10 por grupo irão para a disputa das notas dos jurados.
O formato completo de quantas vagas, só poderemos determinar no final das inscrições. Mas a base inicial será 10 classificados (Quinta+Sexta), 10 classificados (Domingo+Segunda).
Conforme o número de enredos, nível, poderemos variar o número. Em vez de 10 por grupo, poderemos classificar 8 por grupo. 

Triagem e o grande número de enredos:
Ao longo das edições muitos enredistas defenderam que fosse feita uma triagem. Excluindo os enredos de nível baixo. Nós somos contra, sempre fomos contra, excluir os enredistas de 'nível baixo". Ao contrário, recebemos todos de braços abertos! Somos escola! Lugar e espaço de aprendizado. Aqui todos desfilam! E podemos sim aprender muito até com esses enredos de nível baixo. 
Mas adaptando e gerando um formato que agrada gregos e troianos, até exatamente para resolver o problema com o número de enredos, vamos ter um fase com votação popular para "classificar" os enredos. É algo perto da triagem que queriam fazer, com a diferença que ninguém é excluído, rifado da festa!

Ainda destacamos que durantes os desfiles, os enredos recebem comentários, o povo lê, debate comenta. E os enredo que não forem classificados pela votação popular irão receber ainda notas, justificativas e relatórios do seu desempenho. E poderão disputar uma recopa! 
Um campeonato especial só para eles! Que servirá exatamente para receber justificativas sobre o seu desempenho!

Porque não temos grupo de acesso?

A primeira coisa que os participantes sugerem, isso desde segundo concurso enredos aquele dos 38 (bem na linha, acha que eu não pensei nisso antes????) é a possibilidade de termos grupos de acesso e grupo especial.

Sim muitas vezes foi pensando, mas eu como antes de organizar o meu primeiro concurso de enredos, já tinha realizado uns 35 campeonatos diversos, sei que tudo que depende de participantes de maneira espontânea está sujeita a infinitas questões. E ao logo das edições infinitas situações comprovaram que era melhor não ter grupos de acesso. 

1. Nas ligas virtuais, quase nunca o regulamento de quantas sobem e quantas caem é mantido. 
Quem possuir qualquer dúvida, olhe para as disputas das ligas como Liesv, Caesv, Liese (agora). É um entra e sai desgraçado. São poucas as edições que o regulamento de quantas caem e quantas descem é mantido. Problemas acontecem, principalmente quando as disputas dependem de poucas pessoas. 

2. Estreante não poderia ser campeão 
Já tivemos ao longo da nossa história até estreante campeão, grandes enredos seriam "proibidos" de serem campeões por estarem no Grupo A, B ou D. 
Imaginem se o melhor enredo de uma edição está no Grupo B? Vejo isso como uma pena. 

3. Grande participante rebaixado por falta de tempo. 

Já tivemos grandes enredistas que por infinitos problemas não puderam participar da edição seguinte. Muitos estariam rebaixados e  ir para o acesso poderia ser uma grande desmotivação, capaz de fazer um autor desistir de tudo. 
 Assim eles podem ir e voltar que voltam com chances iguais. 

4. A dura vida de um rebaixado

Estamos cientes que tem gente que não aceita um 9,9. Tem gente que arma barracos enormes por não ganhar. Imaginem se determinadas criaturas são rebaixadas? 

5. Grupo de acesso ignorado

Quantas vezes não se observa até uma certa desatenção com as escolas do grupo de acesso?  O público também muitas vezes age com indiferença. Infelizmente a realidade muitas vezes é dura. 
Aqui procuramos tratar e receber todos como "especiais", pensado também nisso. 


CONTAGEM DE ENREDOS

Esta é uma postagem de curiosidades.
                              

Quantos enredos foram em cada edição:
O primeiro concurso teve 19 enredos 
O segundo concurso teve 38 enredos
O terceiro concurso teve 21 enredos 
O quarto concurso teve 24 enredos 
O Quinto Concurso teve 14 enredos
O Sexto Concurso teve 21 enredos
O Sétimo Concurso teve 33 enredos (corrigido, incluindo Nair de Teffé)
O Oitavo Concurso teve 10 enredos
O Nono Concurso teve 39 enredos (incluindo os 3 especiais)
O Décimo Concurso teve 42 enredos
O Décimo Primeiro Concurso tem no momento 11 enredos, ele está em andamento, faltam 82 dias (13 enredos para desfilar, dois são participações especias não concorrem)


Total: 272 enredos (faltam 28 para os 300)

Tentando imaginar qual será o nosso número final. Observando edições anteriores:

No Nono Concurso em 9 de Dezembro, faltando 40 dias nós estávamos com 11 enredos entregues e terminamos com 36 (não contando os W.C). Isso significa que só nos 40 dias finais chegaram 25 enredos.

No Décimo Concurso de Enredos, faltando 73 dias, nós já tínhamos 13 enredos! Terminamos com 42 enredos, ou seja, nos 70 dias chegaram 29 enredos!


Agora o Décimo Primeiro, faltando 82 dias já temos 11 enredos! Mesmo sendo um concurso com a intenção modesta (queremos que ele seja um pouco menor que os anteriores), ele tem o dobro do tempo do Nono Concurso e tem tempo suficiente para superar também o Décimo Concurso.

Comentando os números - A história do Concurso de Enredos
Ao longo das edições fomos procurando sempre nos ajustar. O número sempre foi uma característica nossa. Ser 19 em 2003 era ser um Concurso de Enredos enorme! Os concursos anteriores eram e 1 dígito, 6, 7, teve até concurso com 3 enredos. Nas primeiras edições, depois do GIGANTE segundo concurso, reduzimos o prazo entre uma edição e outra. Assim, com tempo mais apertado, o terceiro e quarto concurso foram menores.

Na nova era, desde a quinta edição em diante, o projeto quanto mais divulgado. Por problema de tempo, atualmente seria muito difícil eu reduzir o prazo, daria para organizar concurso de enredos bimestral até!  Já que no prazo de 2 meses geralmente já juntamos um bom número de enredos. Infelizmente também alguns autores ficaram de fora e o tempo para organizar seria muito exaustivo. 

Assim como agora vamos ter no 13º que será um concurso bem pequeno e interno. O oitavo concurso teve apenas 10 enredos, foi bastante útil, foi ele que lembrou que dava para fazer concurso também com 10 enredos e ter um belo espetáculo, inclusive com Campeão com todos os louros!


13º Concurso de Enredos – O concurso que não terá ou terá?

O texto que virá depois é o que estava previamente escrito antes de tantas polêmicas. 
Eu confesso que fiquei pasmo, sigo pasmo, pois era uma criação que a intenção era puramente diversão e propor um belo resultado.  Se desse errado? Seria só uma edição! Parece até que iria cair os dedos e olhos de alguém. 
Será que tem que ser tão difícil assim? Será que as pessoas tem que levar tanto a sério tudo? Me sinto muitas vezes no meio de uma Igreja antiquada, com disputas particulares e interesses particulares e mesquinhos querendo planificar, engessar, limitar, enxergando bruxas e demônios por todo o lado! Se querem caçar bruxas voltem para a idade média. 
EU POSSO, NINGUÉM PODE?
Fico também pasmo com casos de autores que já mandaram enredos falsos, já assinaram com codinomes, irritados que contra o projeto. Como entender isso?
Minha cara de espanto em ver de onde podem vir determinadas coisas. Esse pessoal parece louco! É muita contradição! Vejo que hoje alguém pode fazer algo e daqui a pouco ser contra! Ou contra os outros fazer, mas pode fazer... E já vi casos de tretas assim, não consigo entender. 

INVENCIONICES
Arte é isso! Se hoje existe Concurso de Enredos foi por "INVENCIONICES", para quem não sabe ou tem dificuldade de lembrar. O Concurso de Brasileiro de Enredos já é uma INVENCIONICE, o desfile, o site, tudo são invenciones. 
Se parar para pensar, Concurso de Enredos da Tradicional era pura e simplesmente, enredos lidos por jurados e notas recebidas. Não tinha nada mais que isso!  
Não tinha troca de enredos, conversa entre autores, não tinha nada em site nenhum!
Um dia até o Miguel Paul, o criador da Liesv, foi contra exposição de enredos, pois era contra a ideia de mostrar enredos, ele disputou o primeiro concurso sem mostrar o seu enredo. Ele tinha um site, fazia concurso, mas os enredos não iam para o site. Acreditam?  Pois é... O mundo deu muitas voltas! 
Nas primeiras 4 edições ainda tivemos alguns casos de participantes assim, relutantes em mostrar o seu enredo, herança dos concurso de enredos dele mesmo... Só no 5º Concurso que o pessoal sem saber daquelas ideias veio 100% para ser mostrado. E também é bom olhar, que talvez se alguém surgisse no 1º Concurso contra mostrar enredo e convencesse todos do lado contra de fazer isso, talvez hoje nem teria tido concurso de enredos, talvez nem Liesv, Carnaval Virtual, Liga disso e liga daquilo. 
Graças a deus naquele tempo não tinha facebook!!! No primeiro concurso a maioria não tinha contato com o Miguel Paul para escutar os motivos inúmeros que seria um absurdo publicar enredos em site. Taí uma ideia, né? Vamos acabar com tudo, começar a listar os motivos de que pode ser ruim publicar um enredo? O que acham disso? (pode acontecer... muitos se convenceriam no ato pelo visto). Pois basta um motivo, uma possibilidade de dar algo errado, para querer colocar tudo no chão, assim como quase foi o com agora "proibido e Censurado 13º Concurso de Enredos) 
Felizmente sendo vanguarda e cheio de Invencionices que o "Carnaval Virtual" como um todo saiu das SOMBRAS.  
E ironicamente a treta de hoje é pela ousadia que as sombras iriam proporcionar, e o concurso Censurado, perseguido terá que se ocultar-se para poder existir. Vejam só! O mundo da voltas!  
Vamos ao texto do 13º:
Estamos no terreno do 11º, mas embaralhamos e nos aproximamos da entrada do 12 (signos) e da Lua que entrará em conjunção com a 13ª nebulosa do Concurso de Enredos.

Como será o 13º Concurso de Enredos?
1.    As sombras – Vamos apagar as luzes!! – Vamos deixar  livre para anonimato – Os autores poderão não assinar os enredos e serão julgados pelos jurados sem eles terem a noção da autoria do enredo.
O desfile no site terá todos os nomes e referências aos autores apagados! Internamente vamos ter as versões oficiais, que poderão ser falsas ou verdadeiras. (MUDANÇA DEPOIS DA TRETA: O Concurso será todo oculto, uma edição totalmente interna e restrita, o acesso aos enredos será restrito, até uma parte dos enredistas não terá conhecimento de onde é, o que é, se desejar saber terá que ir atrás para descobrir)

Vantagem: Poderemos ter a completa isenção no julgamento. Embora eu destaque que geralmente os jurados não conhecem os autores dos enredos. Muitos jurados nem sequer participam do Grupo do Concurso de Enredos e nem sabem quem é campeão, quem é último... Mas a mudança pode ajudar ainda mais nisso.

Vantagem 2: A analise no grupo também irá mergulhar nas dúvidas, muitos casos vamos ler um enredo sem saber a real autoria. Não terá o puxa-saquismo tão evidente, poderão surgir críticas inesperadas. (depois da treta, alguns poderiam ter muito medo dessa parte, já que saíram do protecionismo que acreditavam ter)

2.    Lanternas - Os autores terão a liberdade para ficar na “luz” e assinar os seus enredos normalmente. Assim para uma boa parte tudo poderá continuar exatamente como está. SEMPRE SOMOS DEMOCRÁTICOS. Quem não quiser brincar poderá não brincar. 
(Mudança: infelizmente devido ao povo da Lanterna que queria impedir e censurar os demais participantes, foi cogitado até na Linha Marina fazer enquete para decidir o direto de cada um participar como desejar, o povo dá lanterna terá o 14º Concurso de Enredos para disputar, assim não termos lanternas, tudo será apagado)

3.    As miragens – A influência da lua também poderá resultar em enganos e confusões. 
Estará liberado para alguém se passar por outro autor, assim como assinaturas com codinome e até clonagens de outros enredistas. Assim um autor poderá pegar e imitar um outro autor, tentando se passar por ele, apresentando um enredo imitando o seu estilo. Tudo estará liberado.
Mesmo um autor que não participou, poderá ter seu nome envolvido em enredo que não escreveu. 
Vantagem: Além da brincadeira e diversão, lembrando que isto aqui também é espaço para entretenimento (Não precisamos viver sempre nos digladiando por notas). JURO QUE ESCREVI ISSO ANTES DA TRETA!!!! A possibilidade de plena liberdade de assinatura, experimentar outros estilos é algo que o resultado é impossível prever. Poderão sair ótimas obras artísticas, já tivemos Rosa Futurista no carnaval 98, por exemplo. Assim os autores poderão ser convidados a viver o seu dia de OUTRA PERSONALIDADE/ESTILO qualquer um poderá ser “clonado” de maneira “troladora” ou bem séria (enredo pensando em ganhar o concurso, mesmo tentando ser outra pessoa). Justificando depois da treta: Infelizmente alguns não tem visão de arte/estímulo da arte, muitas vezes podemos propor e convidar os autores a buscar sair do seu terreno e escrever outras coisas, outros estilos, tentar fazer algo diferente, poderíamos sim gerar propostas sérias e ousadas e até enredo falsos de imensa qualidade. Lastimo que alguns só imagem que se resume a limitadas porcarias ou visões que tudo deveria ser feito com intenção maléfica de prejudicar alguém. O processo como um todo poderia gerar novas oportunidades e de aprendizado coletivo, mas as pessoas infelizmente só enxergam trevas! 
O cosmos é infinito – O concurso não terá limite de enredos.

A questão não será exatamente limitar o número de enredos que um autor poderá escrever, mas poderão 4 enredistas acabar se inscrevendo como Fulana. Daqui a pouco, a própria não poderia se inscrever. Exatamente, por isso não teremos o limite. Podem aparecer 13 Ciclanos, não temos como prever.
Um autor também poderá enviar 6 enredos, mas 5 serem falsos. Uma oportunidade para quem gosta de esconder o seu verdadeiro enredo. Poderemos inclusive encontrar enredos falsos, logos falsos, temas e enredos anunciados, mas que não participarão. Ou serão mostrados apenas em poucos minutos. Assim como enredos poderão ser anunciados parcialmente com títulos e logos enganosos, chegar na hora e serem outra coisa. Como no caso do enredo “A Menina” que todos pensavam que era sobre a Joelma, mas era sobre um bairro de São Paulo.
Vantagem: Muitos gostam dessa brincadeira de esconder, assim poderão se esconder ainda mais. Iremos ter noites imprevisíveis, poderão ser anunciados 13 enredos em uma noite. Mas chegar ter 7 enredos, 6 serem falsos.
Também poderá ser apresentado um texto rápido, um conceito, um deboche, paródia. Tudo poderá acontecer. Uma vantagem disso também é que com enredos falsos e incompletos, ideias poderão ser apresentadas, mesmo que não disputem. Como “Mulheres gordas”, lembram? E até enredos como Joias e Zabelê (enredos incompletos). Ideias poderão ser despertadas nestas brincadeiras também. Sempre bom lembrar que muito do Concurso de Enredos também é apresentação de ideias, conceitos, quando se multiplica isso, aumenta as possibilidades de exposição destas ideias.
Mesmo ideias incompletas, podem proporcionar coisas, espalhando suas sementes por toda a parte!

E quando o dia clarear!       
Quando terminar o 13º Concurso o sol irá brilhar novamente, por isso temos que estabelecer.
Revelação de autoria:
Não vamos ter, se tivermos será apenas no final e quem se dispuser revelar. Eu nem precisarei ficar informado de quem é o real autor, isso ficará com o autor me informar ou não.
Não sabemos ainda como vamos lidar, por exemplo, se um Neni Cabral escrever um enredo assinado como Danilo e for campeão. E não revelou para ninguém (nem eu sei). Irá depender do Neni se revelar e pegar o caneco ou deixar de herança para o Danilo.
Também o campeão do 13º poderá ser um autor desconhecido que inventou de não se revelar e morreremos sem saber quem ganhou. Assim tem chance de um campeão completamente oculto. DEPOIS DA TRETA: Notem que a visão não é de só produtos lixo, ao contrário é sim possibilidade de bons resultados também. Entendam que somo vanguarda, tentamos ser visionários sim, estar na frente! Quebrar limites, ultrapassar barreiras. Arte é isso também! 
Também não sabemos, se no final dois ou três autores resolverem dizer que escreveram o enredo, mas o enredo não ter sido escrito por eles. O verdadeiro autor não ter como provar como escreveu. Só deus sabe o que poderá acontecer!
E que Deus tenha piedade dessas almas!

                                          Envio de enredo: Poderá ser feita por e-mail falso, atores poderão se trocar, por exemplo, Danilo pede para o Douglas enviar o seu enredo. DEPOIS DA TRETA: Vamos para uma sociedade secreta, site diferente, facebook diferente, grupo oculto, site oculto, e-mail oculto. 
A coisa poderá será muito mais nebulosa!  Também pode acontecer, do Douglas que enviou o enredo pensa que foi o Danilo que escreveu, mas quem tinha pedido para o Danilo enviar pelo Douglas foi o Fábio.
Enredos de dupla poderão ser feitos e trolagem em equipe também poderá ser elaborada.

ENREDO APAGADO:
Terminado o desfile, alguns enredos poderão ser apagados, conforme o autor “trolado” achar algo ofensivo. Lembrando que em brincadeiras, coisas podem ocorrer, erros também. Por isso algumas coisas poderão ser excluídas.
Depois da treta: logicamente quando eu pensei, eu já estava atento com eventuais problemas. Não vejo qual é o DESESPERO e vontade de terminar com algo que não tinha começado.  "Se" acontecer, vai ser apagado, "se" surgisse algo ofensivo, eu mesmo poderia não permitir nem sequer publicação. E "se" fosse publicado, o autor "se" sentisse ofendido, poderia pedir exclusão, logo depois. E ponto! Qual seria a treta depois disso? Que desejo desesperador é esse de complicar alguma coisa? Sem falar que estamos em "se" "se", "se" e iriamos nos precaver.  
O "se" isso acontecer não poderia matar algo que sequer tinha começado, pq poderá Gente, qual a necessidade disso? Viveram sempre antecipando, negativando as coisas?
Eu realmente fique pasmo do quando algo simples foi complicado. Isso também me fez indagar outras possibilidades, por muitas vezes por trás de algo por ter algo de fato oculto! Desculpem, não enxerguei motivos para tantas polêmicas por tão pouco! 
Número de enredos no Concurso e julgamento:
Não sabemos se vamos ter 40, 60, 80 enredos. Poderá ter muito enredo de brincadeira, mas estamos preparados para a disputa séria.
O sistema de disputa do 13º será por duas fases. Vamos ter a votação popular para classificar os melhores enredos, aí que vamos para os jurados.
Assim independente de 100 enredos, teremos apenas 20 classificados para a nota dos jurados. Então não precisam se desesperar quanto ao possível gigantismo do 13º.
É e realmente este tem chances enormes de ser o maior concurso de enredos de todos os tempos!
Tchau 10º!

DEPOIS DA TRETA: 
 (claro como agora seremos ocultos será um projeto CENSURADO, então não deverá ser um projeto tão grandioso na sua concepção inicial). Nem por isso será ruim, podemos testar e ver o que rola, se gerar um concurso pequeno, com alguns trabalhos também não deixará de ser divertido.
Também poderá ser um momento de férias para mim, realizando assim um concurso menor, pequeno e mais leve como foi o Oitavo. Lembrando que quebrou a cara quem pensava que não seria um belo concurso mesmo com apenas 10 enredos!
Pois o formato geralmente funciona! Com 5 ou 50 enredos, com 3 autores ou com 200 enredos!


domingo, 20 de novembro de 2016

Fechando o Décimo Concurso de Enredos

Terminamos finalmente com o Décimo Concurso de Enredos! O longo concurso com 42 enredos participantes! O maior Concurso de Enredos de todos os tempos!



Tivemos 5 apurações! 5 campeões de cada uma das 5 noites de desfile! Uma verdadeira maratona! Mas que nos proporcionaram 5 emocionantes apurações!

Ainda arriscamos fazer uma "Recopa" e um "Supercampeonato", que terminaram sendo decididos por votação popular. Ironicamente, o Décimo Concurso de Enredos terminou no formato da origem, lá no Primeiro Concurso em 2003, tinha sido cogitado fazer votação popular, para que o público votasse e escolhesse o campeão. O destino nos fez relembrar essas 10 edições terminando com o formato cogitado lá no começo!
E deu certo! Era o destino!

E assim,  terminamos o Décimo Concurso de Enredo com "Supercampeão" Popular.

E não posso esquecer!! Ainda temos resultados para trazer do 10º Concurso:

- Campeões Regionais
- Campeões Estaduais
- Prêmio Dona Zica - os melhores enredos de cada categoria
- Novo Ranking, atualizado com os vitoriosos do Décimo Concurso de Enredos


Então não perca! Esta semana ainda temos muita coisa para mostrar!


E sobre o Décimo Primeiro Concurso a disputa já se aproxima! Aceitamos enredos desde julho. E vamos aceitar enredos até 12 de Fevereiro. 12º Concurso começa no dia 13 de Fevereiro de 2017 - vai até 1° de Agosto.

E se prepare! O 13º que começará a aceitar enredos no dia 1º de Agosto de 2017 e teremos novidades! Que serão anunciadas bem cedo, já que o povo precisará se preparar!
Aguardem!

sábado, 19 de novembro de 2016

SUPERCAMPEONATO – CHEGOU A HORA DA VERDADE!

O peso do supercampeonato será parecido com o de uma Copa do Mundo, nesta competição semelhante aquela da Liesa de 1984 teremos o confronto dos campeões de cada uma das noites de desfile.



Nossa vinheta: 





Leia agora os enredos FINALISTAS!! Basta clicar nos títulos dos enredos:
1. Sou “Frida” na vida e não me calo – para que pés, se tenho asas para voar? de Cleiton Almeida

SUPERCAMPEONATO REGRAS DE VOTAÇÃO

 
A votação será fechada por scrap. Começará 0h, mas quem não puder ficar até o final pode mandar voto por e-mail (não tem desculpa!!!). Desde já pode ler os enredos e votar!

Quem votar por e-mail também pode me avisar que voltou, para evitar qualquer problema, vai que o e-mail não chega?

ATENÇÃO: Depois da 1 hora da manhã é que vamos ter a apuração! Então eu vou começar a divulgar o voto de todos que votaram, um por um e ir dando a classificação. Então, os votos não serão anônimos, eles serão revelados depois. Via print!


Regra de pontuação:
1 100
2 90
3 80
4 70
5 60
6 50
7 40
8 30
9 20
10 10

Dividiu posição?
Ex
1 100
2 Fica 85
2 Fica 85
(dois empatados em 2, vamos pegar 90+80/2 => 85)

Quem tem enredo na disputa?
Vota nos 3 primeiros.
1 40
2 30
3 20
Demais 10 pontos.
O seu enredo ganha 40 pontos. Isso é para estimular o voto de todos, como todos podem votar, não queremos que ninguém se prejudique.
E 30 pontos de "variação" é pouco perto de 90 pontos que outros poderão fazer. É um voto com força 1/3.

Tem mais de um enredo e deseja classifica-los?
Pode!
Ficará
1 40 para o seu melhor enredo
2 30 para o segundo
3 20 para o terceiro
(é opcional)

Qualquer um aqui chegou e votou em só um enredo?

Vale 1 pt
(vale também para voto de minerva, como ontem o Ivo fez)

Votou em 2 enredos?
1º 30
2° 20
Demais 10

Votou em 3 enredos, semelhante ao voto de quem tem enredo na disputa.

Se alguém votar em 4, 5, 6.
Vamos sempre atribuindo um sistema parecido.

6 enredos fica
1 70
2 60
3 50
4 40
5 30
6 20
Demais 10

Visitantes votam até os 3 primeiros.

Outras sugestões estão aceitas, é tudo muito novo, ainda vamos refletir, tem coisas que foge agora, que quando ocorrerão é que vamos ficar ali pensando como fazer.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A Recopa – Recoloca! Uma competição diferente no Concurso de Enredos

Recopa – Recoloca! Uma competição diferente no Concurso de Enredos
É um teste, dar uma nova chance para enredos que ficaram entre o 3º e 4º. Uma motivação para estes enredos, terem a chance de disputar um título inédito que irá classificar um enredo para o 11º Concurso de Enredos.
Alguém vai voltar!
São 10 bons enredos, quem chegou até aqui qualidades possui e nessa disputa mais de 20 enredos ficaram para trás. Quem está aqui, no mínimo superou outros 20!  Não é foi fácil chegar até aqui e superar dezenas de adversários, e alguns muito bons que ficaram para trás como Vitrines, Emovere, até temas fortes como Cora Coralina, Mangueira, Salgueiro, Águia da Portela, todos estes ficaram de fora.
Vamos agora recapitular quem entra nesta disputa! ❤❤❤❤❤❤
Terra-Mãe é um enredo que propõe a missão de fazer novas descobertas sobre a Bahia. É um daqueles enredos tem uma difícil missão de recontar, trazer elementos diferentes de um tema já bastante mostrado, inúmeras vezes no carnaval.  


E ele é bem sucedido, consegue no geral trazer aspectos novos sobre a Bahia, principalmente quando aborda aspectos e caracteriza de outras regiões. A Bahia é um Estado bastante extenso, maior que muitos países, apresenta uma geografia com boa complexidade o que gera aspectos até então ocultos que podem surpreender.
O enredo entra nesta Recopa com chances de título.
O que pega?
No geral, vai do quanto cada um vai se surpreender com algumas passagens e valorizar estes novos aspectos que estão sendo trazidos. Bahia por ser um tema já tantas vezes retratado é difícil.
Outra questão é que o enredo cometeu o pecado de trazer trechos de textos copiados na integra, isso eu apontaria como o calcanhar de Aquiles deste enredo.
Chespirito é um daqueles enredos simpáticos. Chespirito é leve, agradável. Um personagem popular, um mexicano que é fenômeno no Brasil, com uma popularidade invejada por muitos humoristas brasileiros.
Também é um enredo que tem um bom desempenho, agradou muita gente, encerrou de maneira alegre o 10º Concurso de Enredos, lembrando que este foi o nosso 42º desfilante!


Vejo que o enredo entra com chances de obter uma boa posição, mas não colo com alguém brigando pelo campeonato, vejo que pode surpreender na briga, mas no final acho que optaram por algum outro. É aquele que dependendo poderá incomodar e deixar muita gente boa para trás. Ganhar seria mais difícil.
O que pega?
A minha maior crítica ao enredo está no roteiro, vejo que se prende em momentos específicos de episódios, detalhes e particularidades de inúmeros episódios. Em contrapartida, coisas mais importantes na vida do homenageado ficam em segundo plano. O resultado é que muitas vezes a narrativa é perdida.

ICAMIABAS, AS GUERREIRAS DA AMAZÔNIA DE Alexandro Souza (clique para ler o enredo)
ICAMIABAS este enredo é daqueles que pega um tema que já passou muitas vezes, mas sempre como parte de outros enredos e nesta oportunidade é dado o “close”. Muito já se falou de Icamiabas, mas não recordo de ter visto elas como as protagonistas, o enredo ser sobre elas. Geralmente era Amazônia, lendas a Amazônia e por algum momento elas eram “citadas no enredo”. Esta é a diferença apresentada por Alexandro.
O que eu mais gosto deste enredo é o roteiro, vejo que apresenta boa criação de alas e alegorias. Com um roteiro criativo, imagino sempre um desfile muito bonito das Icamiabas.
 O que pega?
Amazônia é outro tema já bastante retratado, o tema em si não é novidade, então sempre é um enredo que para ganhar concurso terá mais dificuldade, encontrará mais resistências, assim com Terra-Mãe. Mesmo que seja enredos esforçados, o desafio sempre será enorme.
Outra ponto contra o enredo, é que por alguns momentos se tem a impressão que faltou um acabamento melhor, sinopse, roteiro são bons, mais ao mesmo tempo também temos a impressão que poderiam ir ainda melhor.
Mas vamos aguardar, é um enredo com chances de levar. Posiciono como um dos favoritos da noite.

29 de fevereiro é um enredo que parte de um tema bastante original, um dia que acontece de 4 em 4 anos.
29 de Fevereiro acaba sendo um verdadeiro desfile de curiosidades sobre o dia, mas que infelizmente falta algo mais firme para se sustentar com força para competir com outros enredos em pé de igualdade.
Na Recopa este desfile será um momento de cair no samba, um enredo com fatos curiosos e sem chance de campeonato.
O bailado da mãe com o filho – Maria Helena e Chiquinho de Fábio Granville (clique para ler o enredo)

Maria Helena e Chiquinho sem dúvidas este enredo é uma grande atração do Concurso de Enredos, é uma demonstração que o Concurso de Enredos temático pode render belas atrações com esta homenagem ao casal histórico da Imperatriz.
É um bom enredo, que explora mais a história do casais de MS e PB, do que exatamente aspectos da vida dos homenageados.
O que pega?
Talvez seja este o ponto, o quanto vamos cobrar de mais coisas sobre eles. O quanto vamos comprar esta proposta de falar dos casais e não do “casal”.
Eu particularmente considero que assim como está legal, mas poderia trazer mais alguma coisa sobre eles, a proposta foi fazer um pastel, ok. Talvez o recheio não rendesse um enredo inteiro, mas poderia ter mais recheio esse pastel.
Outra questão, é o roteiro, falta um acabamento, a leitura de alas e carros está tudo atrás de outras propostas mais encorpadas.

Osuanlele – Considero desta fase recente do Concurso de Enredos, o enredo Afro mais bem sucedido entre todos apresentados desde o quinto Concurso de Enredos.
A história do Príncipe de Porto Alegre está bem contada e representa um afro diferente, que eu posso chamar o enredo de “Afro-rio-grandense”. Neste enredo foi revelado um aspecto pouco explorado do Rio Grande do Sul (nacionalmente falando), que tem a imagem muito associada a gaúcho e loiras modelosOsuanlele trouxe o “batuque gaúcho”.
 Também é um enredo que abordou pontos do Rio Grande Sul, quase sem perceber, temos ali “Ceps”, mas sem o tédio de um cep. O enredo passa pela praia de Cidreira, Bagé, Lagoa dos Patos, Lago/Rio Guaíba e Porto Alegre, de maneira bastante agradável.
Embora sendo um enredo “discreto” eu considero como um dos grandes favoritos da noite, tem todas as condições de disputar o campeonato.
Onde pega?
Vejo que é aquele enredo que com um acabamento maior cresceria ainda mais. Por isso, que talvez no desfile oficial ele tenha passado despercebido, ele não tem a imponência de outras propostas. É um tipo de enredo que é preciso para mais para olhar, com atenção e cuidado. Ele é bom, sem dúvidas o melhor enredo até aqui do Rodrigo Lopes.

VIAGEM NO TEMPO DE NENI CABRAL (CLIQUE PARA LER O ENREDO)
Viagem no tempo foi enredo de um autor buscando o bicampeonato. Depois de Costinha, o Neni Cabral resolveu viajar no tempo! Pode ser o grande favorito da noite, vamos aguardar!


Eu, particularmente, gosto bastante desde enredo, o tema é interessantíssimo, as possibilidades com ele são as mais variadas. É um tipo enredo “prafrentex”, trás um assunto complexo, mas bastante atual, inclusive a temática está em alta e tem potencialidades imensas para um verdadeiro show na Sapucaí ou em qualquer outra pista.
E neste enredo o Neni trouxe máquina do tempo, teoria das cordas, curiosidades, mistérios, além de lembrar de filmes e personagens famosos ligados com a temática.
O que pega?
É um tema muito vasto, poderoso! Gera muitas expectativas e até cobranças, vejo que por esse lado poderemos encontrar reações das mais variadas. Vejo que para alguns, o enredo ficou a desejar.


O Mundo Gavião de Lucas Xavier (clique para ler o enredo)
O MUNDO GAVIÃO eu pessoalmente considero a maior surpresa, eu nunca cogitei que Gaviões poderiam levar a melhor sobre Águia da Portela, Mangueira, Salgueiro e tantos temas fortes do temático. Mas Gaviões está aí e em terceiro lugar!

Mas todo o resultado é possível se encontrar uma explicação. Vejo que muitos adversários erraram e no final deu Corinthians!
Eu particularmente gosto da “largada” do enredo, começou um enredo meio louco, mundo Gavião, loucos corintianos, paixão, torcida. No geral foi um dos enredos que mais soube aproveitar o fator “emoção” das escolas.
O que pega?
Não vejo com chances de campeonato. Mas é aquilo, chegou até aqui, já deixou muita gente pra trás. Então... Muito cuidado com “esses” Gavião!
Eu considero um enredo de difícil exploração, como já relatei em outras oportunidades, eu vejo Gaviões da Fiel como uma escola que já se repete nas suas temáticas, fala muito já do time de futebol, conta história de paixão, lembra acontecimentos, vem com muito preto e branco, vitórias, conquistas. E muitas vezes trás um temas enredos bem complicados Ceps, o Ronaldo das Travas, acaba não sendo um enredo que vejo com potencial para levar uma Recopa com outras propostas bastante sedutoras. Mas vamos ver!


ZÉ KÉTI está aí uma grata surpresa! É um enredo bastante simples, mas agradável, simpático, aquele enredo que é cativante!


Um homem do samba sempre vai render pano pra Manga! Portela, Beija-flor, Unidos da Ponte! Venha quem vier! É recontada mais uma vez um história que precisa muitas vezes ser recontada, relembrada e também sempre com um frescor novo. E Zé Kéti nos proporciona isso, com suas músicas, pelos lugares onde passou, como o fio central e condutor deste enredo.
E faltou muito pouco para este enredo não ir para o Supercampeonato, na pontuação total, nas notas dos jurados o enredo era o vice-campeão, mas por questão de faltar às referências e  a ala de Baianas, o enredo foi penalizado e com isso está na Recopa, tentando a sorte.
Onde pega?
É um enredo com chances de campeonato, vai depender do quanto irá emocionar. Se chegarmos 11 horas da noite sem um campeão, se Zé Keti chegar e emocionar poderá levar. Mas vejo que briga por fora. Seu maior problema está no roteiro, falta uma melhor descrição de alas e alegorias, falta uma questão concreta para imaginarmos este roteiro.


Alô, Alô, Terezinha! É o melhor enredo da Tartalla desde As Rainhas e as Nadinhas. Os enredos da Tartalla, no geral, andavam pecando no tema e exploração.
 Vejo que “Alô! Alô!” Dá um rumo que permite explorar e apresentar um desenvolvimento mais satisfatório que edições anteriores, não somente com a exploração da sua marca que é o mundo das subcelebridades, mas soluções plásticas com mais riqueza.  
Também não cai em armadilhas de outras propostas, o tema é mais leve, acaba agrandando mais gregos, troianos e até as "invejosas" de plantão, que sempre gostam de perseguir a nossa querida participante.
Pode ser difícil fazer humor, propostas ousadas muitas vezes poderão ser grandes fracassos. Este enredo é foi um dos momentos agradáveis desta edição, é um enredo que se destaca pela diferença e originalidade. Não acho que disputa o título, mas pode conseguir obter uma boa posição, embora a disputa é complicada.
O que pega?
Vejo que é mais um enredo entre tantos nesta noite que a palavra "acabamento" é o grande senão. Muitos enredos nesta noite são bons, mas você nota que poderiam mais, que poderiam com mais tempo ganhar mais vigor e força pelo menos se tratando em competição e campeonato.
Já pensando em proporcionar um momento de diversão para todos, este é mais um exemplo de enredo eficiente, tem uma proposta e cumpre a sua proposta. 


Marcadores