Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

domingo, 25 de setembro de 2016

Justificativas Quinta- Jurado 6 - Fábio Imperial

ENREDO:       AS  VITRINES

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     9,7

JUSTIFICATIVA:  O título poderia ser mais criativo, ao invés de ser apenas cópia da música que inspira o enredo, prejudicando ainda o interesse do público;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     9,6

JUSTIFICATIVA:  As letras de início das palavras que dividem o texto: Introdução, Sinopse e Desenvolvimento, tem difícil entendimento e remetem ao século XV, e as ilustrações tem um aspecto bem mais contemporâneo. Estas mesmas palavras tem uma fonte maior que o próprio título do enredo. Há, ainda, um grande espaço em branco no 2º parágrafo da Sinopse que não era intencional e dificulta a leitura;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  Faltou uma breve explicação sobre a utilização da música. Talvez algo assim: O enredo será a música tal. Ou ainda, o enredo é a interpretação da música tal;


QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:     9,5

JUSTIFICATIVA:  Os primeiros dois parágrafos são claros e explicam muito bem o intuito do enredo. Entretanto, não entendi a necessidade da colocação da última frase da música, no meio da explicação do enredo. Se fosse colocada no final da sinopse, teria explicado a divisão dos setores sem quebrar a sequencia da música. No meu entendimento, houve uma quebra grande na harmonia do enredo. Por fim, poderia ter explorado melhor todas as frases da música, mas gostei bastante do texto;


QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     9,7

JUSTIFICATIVA:  Como a proposta era de um enredo para uma escola do Grupo B, não levei em consideração a existência de apenas uma alegoria e um Tripé. Mas poderia ter armado melhor o roteiro. As explicações de cada 
Ala foram feitas de forma que pude ver uma escola desfilando, porém de forma muito simples;


QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     9,6

JUSTIFICATIVA:  Um tema interessante, baseado numa ótima música, poderia ter rendido um enredo melhor, embora o desenvolvimento tenha sido bom. Faltou desenvolver mais o amor platônico, que ficou apenas no início do desenvolvimento. Senti a necessidade da exploração do tema amor. Acredito que se era este o tema, deveria ser a essência do enredo e ter uma explicação a sua altura;


QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,5

JUSTIFICATIVA:  A palavra que define o que faltou no enredo é criatividade. Limitou-se a explicar em demasia, frase a frase a música inspiração e esqueceu-se de analisar a profundidade do tema amor platônico. Como disse anteriormente, consegui visualizar o desfile. De forma geral, gostei do que li;
            



ENREDO:          OYÓ

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  O título traz duas ideias distintas para o mesmo enredo. Ficaria melhor se trouxesse uma única ideia, ou “Oyó, a morada do Orixá justiceiro” ou “Xangô, Deus dos Raios e trovões”. Numa sugestão mais apropriada à proposta do enredo, eu uniria as duas ideias e seria: “Oyó, a morada do Orixá justiceiro: Xangô”;


QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  Na introdução, temos duas linhas com um espaço gigante entre as palavras. A impressão é de que faltou palavra para compor o texto. Ao fim da Sinopse, há destaque para as expressões: “Salve Oyó” e “Salve Xangô”. Só que ficaram divididas entre as páginas, o que dificulta a intenção de destacar. Texto bem ilustrado, mas há um espaço grande entre a Ala 06 e a Ilustração;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Coerente e provocou interesse;

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:       9,8

JUSTIFICATIVA:  O texto é muito bom e rico em informações. O conteúdo é claro e objetivo. Só houve quebra de ritmo da leitura no momento da explicação da expressão: “Jakuta”, pois aparece solta no meio da narrativa, como se fosse uma palavra em um dicionário. O único ponto confuso da sinopse está no 10º Parágrafo, onde quer fazer um paralelo com a atual situação da Justiça Brasileira. Assim diz o texto “...Por isso o Orixá é muito importante para setores que necessitam de um poder judiciário, hoje em dia no Brasil.” No desenvolvimento, há uma ala composta por juristas, advogados, promotores. Então entendo que gostaria de dizer que o Orixá é muito importante para os setores que compõem o Poder Judiciário, e não os que necessitam dele;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  A sinopse foi respeitada e a ordem estava adequada, mas faltou retratar o declínio do Império, que consta da Sinopse;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Tema bem explorado;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  O enredo é tipicamente carnavalesco. Tanto que já foi explorado de diversas formas no carnaval. Talvez isto pudesse tirar um pouco do brilho do enredo, mas isto não acontece. Gostei muito do enredo;
     


       ENREDO:               VIAGEM NO TEMPO

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  A falta de criatividade marca o título. Embora tenha coerência com a proposta, não despertou interesse no enredo;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  O item Desenvolvimento tem um tamanho de fonte igual ao título e menor que as demais divisões do texto: Introdução e Sinopse. No Desenvolvimento, o segundo carro e a 6ª Ala tem tamanho de fonte menor que o restante do texto;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Sem problemas;

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:      9,7

JUSTIFICATIVA:  Senti falta da explicação sobre a obsessão o homem para conseguir voltar ao tempo, prometida na Introdução. Não entendi quais seriam as “teorias” citadas no segundo parágrafo. Acredito que deveriam ser explicadas na sinopse;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Tendo como base o que foi descrito na sinopse, tudo se encaixa perfeitamente. Roteiro clássico e muito bem explicado;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  O tema tem algo de simplório, o que me deixou inicialmente desinteressado, mas foi muito bem desenvolvido. Só que não foi explicada ou comentada a obsessão do homem pela viagem no tempo. Acho que isto era bem interessante de ser explorado e não foi;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  A criatividade foi o ponto alto deste enredo, onde houve muito cuidado no desenvolvimento, elevando em muito um enredo que a princípio julguei comum;


       ENREDO:             SEMELHANÇA

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Título criativo e despertou interesse;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Apesar da falta de ilustrações, o texto visualmente está correto;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     9,7

JUSTIFICATIVA:  Um texto muito confuso, com várias citações de mundo, novo mundo e antigo mundo. A introdução já induz ao leitor que o enredo será confuso;

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:       9,3

JUSTIFICATIVA Há muita confusão na explicação da criação do novo mundo, pois cita “nova galáxia” e “descer do universo”. No fim, criou-se um mundo, uma galáxia ou um universo? No parágrafo seguinte, cita “gerar riquezas para o resto do universo”, mas pergunto: Ele não tinha descido dele? E em seguida diz: “Voltou para sua galáxia”. Após isto, o enredo segue melhor explicado;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     8,5

JUSTIFICATIVA:  Existem vários problemas com o desenvolvimento do enredo. Mais crítico é a introdução de elementos de cinema na Bateria que não estavam sequer citados na Introdução ou na Sinopse. Se a intenção era de trazer a observação do Déjà vu para quem o estivesse presenciando, deveria estar contido ao fim do desenvolvimento e não ao meio do desfile. Entendo que houve uma quebra grande da narrativa. O 1º Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira viratrás da Bateria atrapalhará imensamente a Evolução e Harmonia da Escola. Senti certo desrespeito com as Baianas ao retratarem que “tudo acabou em pizza”. Poderia ter escolhido melhor. Como também não localizei a Velha guarda inserida no enredo. Não localizei bem as divisões dos setores que foram trazidas com o título “Roteiro” e as divisões das Alas. Como sugestão, poderia ter colocado a setorização dentro da explicação de cada ala. Ficaria mais fácil o entendimento;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     9,3

JUSTIFICATIVA:  O tema do enredo parecia bom, mas a execução culminou em muita confusão, desde a Introdução e sinopse com escolhas erradas no desenvolvimento. Acredito que com um pouco mais de criatividade e cuidado na sinopse e no desenvolvimento, com explicações lógicas do que se quer expor, o enredo teria tido mais sucesso;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,1

JUSTIFICATIVA:  O enredo tem como seu ponto alto o tema. E ainda assim, fica um pouco abaixo de alguns apresentados. Definitivamente existe potencial;



       ENREDO:             ICAMIABAS


QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  Título apenas correto. Sem destaque, mas coerente com a proposta do enredo;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  O item Desenvolvimento tem tamanho de letra maior que o título do enredo. O 1º Setor: “O Caminho” tem tamanho de fonte menor que os demais sub-títulos do enredo. Espaço grande entre a Alegoria 2 e a ilustração seguinte;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  O texto não apresenta apenas a ideia do enredo, mas antecipa duas histórias que serão mostradas no Desenvolvimento do enredo. Não faz suspense a este respeito, o que tira um pouco do interesse pela continuidade da leitura;

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:     9,5

JUSTIFICATIVA:  A sinopse repete a Introdução e segue sem muita explicação do enredo, ou seja, falta criatividade na elaboração da sinopse. Isto abala o interesse pela leitura;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     9,4

JUSTIFICATIVA:  O Tripé “Sob a Lua Prata” não traz sua explicação e o motivo de sua aparição no enredo. Há um problema de sincronismo entre o Desenvolvimento e a Sinopse no 3º Setor, pois na Sinopse a Cerimônia a Deusa Yaci está imediatamente ligada ao Lago Espelho da Lua. Já no Desenvolvimento, o Lago aparece apenas no último carro alegórico, após o nascimento da Nova Guerreira. Outra falha no desenvolvimento é a falta de menção ao nascimento de curumins, que trata a Sinopse. Algo que gostaria de saber: as crianças do sexo masculino eram espontaneamente entregues ao pai pela mãe ou eram levados a força?;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     9,6

JUSTIFICATIVA:  O tema já fora bastante explorado no universo do carnaval, mas a história é cativante. Entretanto, faltou criatividade no momento de elaborar a sinopse. É como se o tema estivesse descrito de forma apenas didática e não carnavalesca. Mas, o que realmente penaliza o quesito é a falta de resposta à questão dos curumins. O que acontecia com os meninos nascidos. Isto faltou no enredo;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,6

JUSTIFICATIVA:  Enredo com tema interessante, que consegue atingir o objetivo. Boa forma de expor a narrativa. Na comparação com os demais, fica pouco abaixo na qualidade explicativa do enredo, mas gostei bastante;





       ENREDO:             CORA CORALINA

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Título criativo e despertou interesse. Talvez um pouco extenso;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     9,8

JUSTIFICATIVA:  Espaço grande entre Carro Abre Alas e a ilustração que segue, o que ocorre também com o 2º setor. A falta de alinhamento do texto dificulta a leitura;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  Expõe não apenas a ideia do enredo, mas enumera os itens do Desenvolvimento de forma um pouco confusa;

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:     9,2

JUSTIFICATIVA:  Texto difícil de ler, pela falta de pontuação correta. O segundo parágrafo, por exemplo, tem apenas ponto ao fim do parágrafo. Há coerência e organização das ideias, mas é uma homenagem simplória, sem determinar a profundidade das obras e dramas vivenciados pela escritora;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     9,5

JUSTIFICATIVA:  Falta explicação de como seria o Tripé nº 2, e explicação das fantasias das Alas: 3, 4, 7, 13, 16 e 20 a 26. Esta omissão atrapalha o entendimento do enredo. Existe ainda, inversão das alas em comparação com a sinopse. Isto ocorre entre as alas 6 e 7, pois na sinopse aparece primeiro a venda de doces e depois a baixa venda em razão de não ser querida na cidade. Ocorre ainda esta inversão entre as alas: 11 e a Bateria e Alas 15 e 17. No mais, segue sem intercorrências;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     9,6

JUSTIFICATIVA:  O tema é interessante, mas não foi profundamente abordado. Narra fatos e obras, mas sem explorar os dramas contidos nas obras e na vida da artista. Único momento de reflexão maior é justamente quando trata da dificuldade de venda dos doces em Goiás, mas a vida foi muito mais dura, com4 filhos e viúva. Cito ainda, a falta de cuidado que o país tem com seus talentos, que não foi abordado;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,4

JUSTIFICATIVA:  Uma homenagem necessária a uma escritora que por muito tempo ficou escondida em seus próprios medos. Tema muito interessante que acende debates. Em comparação com os demais enredos, perde pela dificuldade de entendimento do texto;



       ENREDO:             BARÃO

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Título coerente e explica totalmente o enredo;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Ótimas ilustrações;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Coerente e de fácil leitura;

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Excelente Sinopse;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  O único porém do enredo é o início com real sensação de velório. Entendo que a intenção era justamente esta, mas com tantas informações em preto e caixões, com coroas de flores, os componentes e o público podem refletir o clima do velório;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  O tema escolhido foi de grande valia. Foi bem explicado e explorado;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Um enredo de Escola de Samba;


       ENREDO:             SORTE

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     9,7

JUSTIFICATIVA:  Título desperta interesse pelo enredo, mas pecou pela falta de criatividade. Poderia ter explorado melhor a proposta “Baralho”, já que pouco se trata da sorte;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  As letras em destaque são maiores que as letras que estão dividindo o texto, como exemplo, “O Jogo Começou” tem letra muito maior que a Justificativa do Enredo;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     9,7

JUSTIFICATIVA:  Fiquei na dúvida se o enredo seria sobre a sorte ou sobre o Baralho, pois na Introdução é citada a sorte e na Justificativa é citado o Baralho como sendo o mote do enredo. Esta justificativa traz um texto confuso, principalmente o parágrafo: “A escolha principal de escolha foi exatamente o aniversário da escola que foi no dia 11/08/2015, e como eu amo coisa relacionada as coisas místicas e mistérios e também amo o coringa, resolvi criar um enredo aonde ele seja o fim condutor do enredo”. Menção para a citação “fim condutor”.

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:     8,0

JUSTIFICATIVA:  Texto difícil de ler, confuso, com vários erros de português, como no segundo parágrafo: “...misteriosas ciganas que vai vim mostrar...”, ou no parágrafo anterior à Cosmologia: “...Há a teoria que fala quem haver com os cosmos, será que é verdade, vamos...” Não entendi qual a intenção ao escrever isto. Falta coesão à sinopse, com interrupções bruscas na linha de pensamento, sem explicar exatamente o porque que estas informações fazem parte do enredo. Por exemplo, no segundo parágrafo é dito que irá explicar toda a simbologia de cada naipe, entretanto, a sinopse não traz sequer os nomes de cada naipe do baralho, que dirá explicar sua simbologia. Também não há organização cronológica ou outra qualquer para direcionar a leitura, como ocorre em “Baralho Illuminati”, que é algo que se remete a época do Renascimento, mas foi criado por um americano em 1995. Se tivesse citado que fora inspirado nos jogos ou na época do renascimento, faria algum sentido, mas sem explicação fica incoerente. Além do que o enredo não explica quem fazia tais previsões, se eram quaisquer jogadores ou alguém em especial. Muitas informações soltas sem qualquer explicação. A sinopse não faz qualquer menção a uma festa da agremiação, que é divulgada na Introdução e consta do desenvolvimento do enredo;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     7,8

JUSTIFICATIVA:  Há muita desavença entre a Sinopse e o Roteiro, principalmente nos setores 2 a 4. Inclusive a ala de passistas vem vestida de “Yu-gi-oh”, que sequer foi citado na Sinopse. Outro caso que surpreende muito é a citação à Guerra do Vietnã. O texto diz; “início da história do Baralho Illuminati”, mas a Sinopse traz que o início se deu em 1995. Existe uma Ala da Guerra do Vietnã, mas não há qualquer citação sobre a origem do baralho e a discussão de ter ele nascido na França ou na Espanha, que foi citado na Sinopse. Senti falta, ainda, da citação ao filme Truque de Mestre, explicado na Sinopse. O 3º Carro alegórico trata do Baralho Illuminati, que segundo a sinopse fez previsões assustadoras. É composto por 5 aranhas, com máquina dentro. Há alguma explicação para isto estar no Desenvolvimento do Enredo? Não achei qualquer citação a aranhas, na Introdução ou na Sinopse. Enfim, um desenvolvimento muito ruim do enredo;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     8,2

JUSTIFICATIVA:  O tema até é bem interessante, e já foi bastante usado em enredos de Escola de Samba. O problema deste está na elaboração das explicações do tema, que embora contem com alguma criatividade, não foram explicadas no enredo. Por exemplo, houve intenção de polemizar a nacionalidade do baralho. Isto consta da Introdução. Mas não entra na Sinopse e nem no Desenvolvimento. A exploração deste item se perdeu. E isto ocorre todo o tempo e com a maioria das ideias que se tenta explorar. A única exposição convincente foi a abordagem do filme Alice no País das Maravilhas. Por fim, a exploração do tema se mostrou superficial e bem, mas bem ineficaz;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     8,4

JUSTIFICATIVA:  Como enredo, este passa longe do que consideraria interessante e relevante. O tema, como disse, não é falho ou impróprio, embora batido, e até teve lampejos de criatividade, mas infelizmente foi mal escrito e desenvolvido;
 

    ENREDO:                MAGIA

QUESITO:     TÍTULO                                                        NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Título que traz interesse pela leitura do enredo. Há coerência. Enfim, correto;

QUESITO:     IMPRESSÃO VISUAL                              NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Sem problemas;

QUESITO:     INTRODUÇÃO                                          NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  A introdução começa muito bem, surpreendendo o leitor, que realmente imaginava uma estória comum, mas que é interrompido para explicar que não se trata de mais do mesmo. Entretanto, o parágrafo seguinte fica muito confuso: “Porém, não só tais histórias nunca seriam reais por acontecerem numa época passada que nunca existiu, mas...” Como assim nunca existiu? A era Medieval nunca existiu? Depois, volta a uma boa narrativa, expondo a ideia e não o desenvolvimento dela.

QUESITO:     ARGUMENTO                                           NOTA:     9,7

JUSTIFICATIVA:  Na introdução, não foi mencionada a ideia de universidade, mas isto surge na condução da sinopse. Poderia ter explicado na Introdução e faria mais sentido. Texto criativo, com pequenos deslizes quanto a clareza e harmonia das ideias, como nos parágrafos 3 e 4 do item 7 da sinopse: “A investigação criminal também aprecia em muito a magia ...” pois fala no início sobre a investigação criminal e no mesmo parágrafo trata da prisão e da fuga, mas no parágrafo seguinte, também trata da fuga, num texto ainda bem confuso: “...se por acaso algum criminoso escapar, ou até mesmo se ele conseguir fugir antes de ser pego...”? - confuso;

QUESITO:     DESENVOLVIMENTO                              NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  Criativo e segue bem a Sinopse;

QUESITO:     EXPLORAÇÃO TEMÁTICA                      NOTA:     10

JUSTIFICATIVA:  O tema é criativo e foi bem explorado. Para quem não curte muito este universo, fiquei bastante interessado;

QUESITO:     CONJUNTO ARTÍSTICO                          NOTA:     9,9

JUSTIFICATIVA:  Criatividade é a palavra que define o enredo. Gostei muito, mas na comparação, fica um décimo atrás de outro enredo;

Marcadores