Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

terça-feira, 31 de março de 2015

É a hora da verdade!

Faltam apenas cerca de 60 para o prazo final de entrega dos enredos.

Temos até aqui 27 enredos entregues, para entregar o seu enredo envie para abacateazul@yahoo.com.br

Mas se perder as inscrições nada de panico. O oitavo concurso já está CHEGANDO!!!

Justifiticativas - Sexto concurso, jurado que não entrou para a contabilização.


Jurado: De Souza 


“Cariocas” da Gema
 
 




Apresentação:  9,1
Título: 0,3 – Pela proposta apresentada pelo enredo, o título já poderia ter sido uma auto explicação do que a introdução iria contar. Como o próprio nome diz, ele intitula e diz o que será apresentado. Título sem muita criatividade dentro do que foi apesentado
Visual: 0,9 – A sinopse foi bem montada, parágrafos bem distribuídos respeitando-se as regras de pontuação mesmo assim; ocorreu um pequeno erro na distribuição dos versos dando em determinados momentos alguns erros de continuidade para o entendimento
Introdução: 0,9 – Texto curto e objetivo mas não deixou clara a ideia principal do enredo, de modo que para o entendimento completo a sinopse só foi ser esclarecida com o decorrer do texto, papel que deveria ter sido feito pela introdução



Explicação: 9,7 – A sinopse tem uma boa ideia e proposta de enredo entretanto, a clareza para o entendimento fica dificultosa num dado momento em que confunde-se história com estória e fatos históricos sendo esquecidos em setores que fazem e fizeram falta para uma clareza de ideias inicialmente propostas
Setor, carros e alas:  9,6 – A divisão setorial desse enredo não foi feita de forma coerente com a sinopse. Tendo em vista sua proposta e ordem a ser dita, a divisão dos setores não respeitou essa “ordem de entrada” atrapalhando até mesmo uma possível visualização de alegorias e alas
Tema e exploração temática: 9,9 – O tema tratado sendo o carioca e seus hábitos poderia sim ter sido melhor explorado já que falamos de toda uma cultura e raiz histórica essa foi a falta da exploração. Além disso, a estória apresentada confunde tanto com a história e o entendimento do julgador
Enredo e Carnavalização: - 8,9 – Esse é um enredo que não consigo visualizar numa possível execução no carnaval, tendo sim uma boa temática ele não foi bem explorado, explicado e dividido para um bom entendimento e julgamento sem perda de pontos com tudo, o texto sendo bem escrito da forma que foi poderia sim ter rendido bem mais

Toda África que há no Brasil
Apresentação:  7,5
Título: 0,1 – Dentro do que foi apresentado o título do enredo não resume bem a ideia central do enredo, o título imprimiu uma ideia divergente da apresentada
Visual: 0,3 – O texto não foi bem montado, não teve uma boa apresentação dentro do que era esperado para um enredo que poderia ser melhor explorado
Introdução: 0,1 – O texto apresentado não foi bem elaborado e não esclarece a ideia inicial do enredo, o que mesmo com o decorrer da leitura do enredo dificulta o entendimento

Explicação: 7,0 – O enredo não se explica no decorrer da leitura, em alguns trechos alguns erros de colocação interferiram sim no entendimento do mesmo. Além de tudo, o enredo omite bastante fatos da história da germinação da cultura afro-brasileira dentro do Brasil, texto pouco criativo e sem
Setor, carros e alas: 8,8 – A divisão dentro de setor, carros e alas destoa dentro do apresentado no texto, uma divisão extremamente confusa
Tema e exploração temática: 8,0 – O tema foi pouco explorado e sem muita explicação da ideia central. Um tema vasto que poderia muito bem ter sido melhor aproveitado para uma sinopse bem mais elaborada
Enredo e Carnavalização: 7,0 – Apesar de ser um tema extremamente visto na avenida, o autor do enredo não conseguiu passar a ideia para um bom enredo que também não teria sucesso num desfile oficial

Xamãs – Pássaro da noite, senhora da cura
Apresentação:  9,1
Título: 0,9 – Título criativo e bem montado, mas não deixa clara a ideia central do enredo
Visual: 0,2 – Um texto que não foi tão bem montado, não respeitando algumas regras
Introdução: 1,0 – Texto impecável e exprime claramente a ideia a ser defendida no enredo
Explicação: 9,9 – Enredo foi bem explicado, mas com o decorrer do texto algumas ideias se misturam fazendo com que fique difícil o entendimento do enredo e de sua proposta central
Setor, carros e alas: 9,8 – Uma divisão feita de forma regular dentro do que foi proposto nada de excepcional e nem abaixo do que a sinopse apresenta, aconteceu algumas emissões de informações contidas no texto mas nada que comprometesse essa divisão setorial
Tema e exploração temática: 9,9 – Um enredo bem diferente do que costumamos ver foi explorado de forma objetiva mas não muito clara mas seguindo uma regularidade de ideias inicialmente apresentada
Enredo e Carnavalização: 9,9 – É um enredo facilmente visto numa possível idealização mesmo sendo regular, atinge um nível sim para uma visualização.

O pequeno burguês da Vila
Apresentação:  7,3
Título: 0,1 – Sem criatividade na elaboração do título, o título poderia ter revelado mais sobre o enredo
Visual: 0,1 – A montagem foi feita de forma simples mas muito devassada dando uma impressão que o texto teria sido copiado de algum lugar, excesso de espaço entre uma palavra e outra
Introdução: 0,1 – Texto pouco criativo que não explicou a ideia do enredo, não tem clareza nem objetividade no papel que deveria ter desempenhado
Explicação: 7,0 – O enredo não foi bem explicado, ficou confuso para entendimento algumas informações, não teve sua ideia central apresentada de forma objetiva e/ou clara; além também de não ter uma regularidade da proposta do enredo
Setor, carros e alas: 7,4 – Por não ter um bom texto, a divisão setorial do enredo fica prejudicada e também não consegue manter uma regularidade dentro da própria ideia proposta no enredo.
Tema e exploração temática: 7,0 – Não houve exploração do enredo, a ideia não foi bem apresentada para que pudesse explorar. Como não houve um bom texto não foi possível ter uma boa exploração temática
Enredo e Carnavalização: 7,0 – O enredo não tem possibilidade de ser idealizado, tem difícil leitura e entendimento para que pudesse ser apresentado num desfile oficial

Bem Vindo ao Paraíso de Chloe
Apresentação:  8,4
Título: 0,1 – O título não condiz com o enredo apresentado, faltou concordância entre tema e título
Visual: 0,3 – Um texto que foi montado de forma mediana, imagens regulares para ilustração faltou um pouco de organização da proposta do enredo
Introdução: 1,0 – O texto apresentado na introdução desde enredo desempenhou de forma correta e objetiva o seu papel deixou clara a ideia do enredo, defendendo e argumentando o motivo do enredo
Explicação: 8,2 – Diferente da introdução, a explicação do enredo em si não foi bem argumentado deixando, em alguns momentos dúvidas sobre a proposta do mesmo. Em determinada parte a ideia central do enredo se confundia com o surgimento de Chloe com a história de coelhos
Setor, carros e alas: 9,3 – A divisão ficou de regular para ruim mas foi coerente dento da ideia apresentada mesmo tendo uma dificuldade para leitura das alegorias e das alas num desfile
Tema e exploração temática: 9,8 – O tema tem uma boa proposta foi bem explorado dentro da mesma, deixando em alguns momentos a qualidade e riqueza dos fatos cair mas nada que impediu esse tema
Enredo e Carnavalização: 8,5 – O enredo não seria bem aceito pela crítica, tem uma certa dificuldade para leitura, entretanto, tem um diferencial por ser de fato uma proposta diferente e talvez o novo chamar atenção

Deixo a praça e caio na folia
Apresentação:  9,2
Título: 0,9 – Título convidativo e envolvente, mas não representa de forma total o enredo
Visual: 0,6 – O texto foi montado de forma média, poderia ter sido melhor elaborado a parte visual dele
Introdução: 0,7 – Texto regular dentro do apresentado, explicou pouco a ideia e proposta do enredo mas deu algumas sugestões do que poderia ser explicado no enredo
Explicação: 9,9 – O enredo tem uma boa narrativa, ideia fixa a seguir mas a leitura e explicação dele faz com que se confunda em alguns momentos fora isso, o enredo é bastante interessante e envolvente
Setor, carros e alas: 9,0 – Apesar de ser um bom enredo a divisão setorial dele ficou aquém do enredo, a ideia não foi traduzida de forma clara na divisão para setores e ala
Tema e exploração temática: 10,0 – Bem explorado, coerente, tema fixo e extremamente de bom grado e gosto. O autor conseguiu traduzir bem a proposta inicial
Enredo e Carnavalização: 9,9 – É um enredo de leitura não tão fácil mas a visualização dele e execução é claro com objetivo de trazer o espectador e leitor para dentro da história.

Terra Australis – A história da descoberta
Apresentação:  9,7
Título: 0,9 – Título curioso e pouco criativo, demonstra pouco a proposta do enredo
Visual: 0,9 – Uma boa montagem de texto fez com que o texto ficasse bem distribuído dentro da ideia
Introdução: 0,9 – Texto explicativo, claro e objetivo mas com pequenos erros de concordância junto a proposta central
Explicação: 8,0 – Enredo não foi claramente defendido, difícil leitura e a falta de clareza da explicação faz com que o enredo tenha um pouco de dificuldade no entendimento
Setor, carros e alas: 9,3 – A divisão setorial, carros e alas não são totalmente coerentes com a ideia do enredo, faz com que a perda de pontos sejam inevitáveis
Tema e exploração temática: 9,9 – Mesmo com alguns erros na elaboração do enredo, o tema foi bem explorado dentro de sua proposta inicial tendo em vista que, houve alguns pequenos erros na concepção e ideia do mesmo.

Enredo e Carnavalização: 9,9 –  Enredo não muito objetivo na sua proposta, dando o entendimento de possuir talvez dois focos  fez com que a leitura fosse dificultosa 


Passeando em Belém
 
 



Apresentação:  9,7
Título: 1,0 –  Título simples mas sintetiza a ideia do enredo que de fato, trata de um passeio pela cidade de Belém
Visual: 0,9 – Com um bom visual o autor conseguiu fazer uma boa apresentação de sua ideia, mas algumas imagens foram colocadas de forma errada ocorrendo uma incoerência com o texto
Introdução: 0,8 – Um texto pouco explicativo mas bem escrito, teve alguns problemas pra exprimir a ideia ou proposta que o autor queria dizer no seu enredo
Explicação: 9,9 – A sinopse foi bem escrita, fundamentada e bem montada mas não deixa clara alguns pontos como cultura local já que, a ideia é um turista na cidade deveria ter deixado essas informação no texto para que houvesse uma coerência com a ideia proposta
Setor, carros e alas:  9,8 – A divisão foi feita de forma regular mas objetiva dentro do que o enredo apresentou. A divisão não tem uma forma clara de visualização mas nada que tire a ideia do enredo
Tema e exploração temática: 9,9 – Tema bem desenvolvido mas com pequenas falhas no esclarecimento da ideia central, o que talvez acarreta a perca de pontos
Enredo e Carnavalização: - 10,0 – Um enredo que consegue-se visualizar numa execução perfeita apesar dos erros de explicação e introdução, seria bem executado com uma proposta mais consistente

São Borja – Cidade Histórica
Apresentação:  7,6
Título: 0,1 – Título grande e fraco, não consegue imprimir a proposta que o enredo tem
Visual: 0,1 – Texto solto, imagens sem coerência com o texto, um texto que foi mal montado
Introdução: 0,4 –  O texto de introdução não foi bem esclarecedor da ideia, fez com que a proposta tornasse dificultosa para o entendimento. Texto pouco explicativo
Explicação: 7,0 – Enredo não foi bem explicado, não tem boa leitura, alguns fatos podem sim ser confundido talvez com outros temas fazendo com que, a ideia central tenha duplo sentido
Setor, carros e alas: 8,4 – Dentro do que foi apresentado, a divisão setorial, de carros e alas foi executada de forma regular. Até mesmo na divisão ficou difícil de visualizar a proposta do enredo
Tema e exploração temática: 9,5 – Tema rico mas não foi bem explorado devido à falta de informação e falta de objetividade da ideia do enredo.
Enredo e Carnavalização: 7,0 – Tema fraco para uma possível execução, não foi bem defendido para que pudesse ter um olhar melhor para a proposta do autor

#Sunset Phantom
Apresentação:  8,1
Título: 0,1 – Título fraco, sem contexto, utilizando linguagem da internet
Visual: 0,4 – Texto pobre de informação, sem muita novidade e sua montagem e nas imagens nele contida
Introdução: 0,6 – Papel desempenhado de forma regular, a introdução deixa pouco clara o que seria a ideia do enredo mas foi montado de forma coesa
Explicação: 8,0 – Enredo não foi bem explicado, teve sua leitura dificultada com dupla informação que vem desde sua introdução. O enredo não conseguiu ser desenvolvido de forma clara
Setor, carros e alas: 9,9 – Dentro da proposta fraca do enredo, a setorização do enredo ficou bacana e feita da melhor forma possível dentro de sua ideia.
Tema e exploração temática: 8,6 – Enredo não foi bem explorado e não conseguiu exprimir a proposta, o enredo não conseguiu ser explicado além de ser um tema fraquíssimo.
Enredo e Carnavalização: 7,0 – Enredo fraco, não conseguiria ver com facilidade um enredo como esse sendo executado. Enredo criativo sim, mas sem muita novidade e surpresas

O carnaval tributário – A folia dos tributos
Apresentação:  9,1
Título: 1,0 – Título irreverente, envolvente fazendo com que a ideia do enredo fique clara já em seu título
Visual: 0,5 – Visual não tão forte mas dentro do que foi apresentado manteve uma regularidade com o decorrer da apresentação
Introdução: 0,6 – Texto pouco criativo mas manteve uma coerência em seu decorrer, sem destoar muito conseguiu mesmo que de forma regular passar um pouco da ideia do enredo
Explicação: 9,7 – Não tão bem explicativo, o enredo tem uma dualidade de informação quando fala de tributos e de política deixando subentendido a proposta central.
Setor, carros e alas: 10,0  – Dentro do texto apresentado a divisão foi feita de forma coesa e correta, nada tão destoe da veracidade apresentada
Tema e exploração temática: 9,9 – Dentro da regularidade do enredo apresentado, o tema foi bem explorado. Faltou irreverência em um tema que pedia essa “piada” mas a exploração temática foi boa
Enredo e Carnavalização: 10,0 – Enredo foi feito de forma clara e objetiva mesmo tendo em momentos dualidades na sua informação, tem uma fácil interpretação para uma execução real

Emília – Uma biografia autorizada da Marquesa de Rabicó
Apresentação:  9,9
Título: 0,9 – Criativo o título do enredo, mas tão surpreendente
Visual: 1,0 – Visual impecável, nada fora do que poderia se esperar tratou com imagens uma ligação do que o texto diz
Introdução: 1,0 – Expressou de forma objetiva e clara a ideia central do enredo, desempenhou um papel bem bacana da proposta.
Explicação: 10,0 – Enredo muito bem explicado, clareza nas informações, o objetivo do enredo fica nítido em sua proposta
Setor, carros e alas: 10,0 – Divisão clara, sem omitir informação da sinopse em sua proposta de carnavalizar o enredo
Tema e exploração temática: 9,9 – Dentro da impecável ideia o tema foi pouco explorado, poderia ter explorado melhor alguns fatos que foram mostrados dentro da sinopse
Enredo e Carnavalização: 10,0 – A fácil leitura do enredo fez com que tornasse a visualização desse enredo fosse clara numa possível execução

Susana Soberana – Acima de Deus, acima de todos
Apresentação:  8,1
Título: 0,3 – Título convidativo e envolvente, mas não representa de forma total o enredo
Visual: 0,1 – Visual um pouco abaixo do nível que deveria ser, deixando algumas imagens colocadas fora do contexto do que ela se refere
Introdução: 0,7 – Texto regular dentro do apresentado, explicou pouco a ideia e proposta do enredo mas deu algumas sugestões do que poderia ser explicado no enredo
Explicação: 9,8 – Por ser um enredo bibliográfico o texto deveria conter mais informações sobre seu homenageado, o que faltou em alguns momentos que foi deixado de lado sendo substituído por galhofas mal feitas.
Setor, carros e alas: 8,5 – Faltou criatividade na divisão de setor deste enredo, alas e carros pouco demonstrou a ideia central
Tema e exploração temática: 9,2 – O enredo não foi explorado de forma correta, faltou informações que fora ocultadas tanto no texto quanto na divisão do setor dificultando assim um bom entendimento do enredo que poderia ser mais rico
Enredo e Carnavalização: 9,8 – É um enredo de leitura não tão fácil mas a visualização dele e execução é claro com objetivo de trazer o espectador e leitor para dentro da história.

É só dizer
Apresentação: 7,4
Título: 0,1 – Título que não expressa bem a ideia do enredo e da proposta do enredo
Visual: 0,2 – Não tem uma boa roupagem o enredo, sem muita característica para enredo faltou bom gosto na montagem
Introdução: 0,1 –  Texto pobre em informação sem muita criatividade, não introduziu bem a ideia do enredo gerando duvidas do que poderia ser apresentado no enredo
Explicação: 7,0 – Enredo não foi claramente defendido, não tem uma linha a ser seguida, enredo fraco em argumento
Setor, carros e alas: 7,0 – Tão fraca quanto o enredo foi a divisão do enredo, omitindoo fatos que constavam na própria sinopse
Tema e exploração temática: 7,0 Faltou criatividade para explorar o tema mesmo sendo um tema fraco e sem defesa do próprio autor. Não foi bem explicado com o decorrer do texto
Enredo e Carnavalização: 7,0 –  Não tem fácil leitura, não tem como visualizar um enredo fraco e sem defesa numa possível execução.


Ada Rogato – A gaivota solitária
 

 



Apresentação:  9,6
Título: 0,8 – Título até criativo mas não nos revela muito do enredo deixado um pouco e dúvidas
Visual: 1,0 – Visual de bom gosto, imagens bem distribuídas dentro da ideia central do enredo tendo, coerência em suas ideias
Introdução: 0,8 – Apesar de pouco explicativo conseguimos entender, mesmo que de forma não tão objetiva a proposta central do enredo
Explicação: 10,0 – A sinopse foi bem escrita, fundamentada e bem montada, sem excesso de informação, embasada e clara no objetivo do enredo
Setor, carros e alas:  9,9 – A divisão foi feita de forma regular mas objetiva dentro do que o enredo apresentou. A divisão não tem uma forma clara de visualização mas nada o mérito e desenvolvimento da ideia
Tema e exploração temática: 10,0 – Tema explorado de forma coerente, objetivada na história e proposta apresentada sem muito fugir do enredo. Consegue envolver na história muita emoção  
Enredo e Carnavalização: - 9,8 – Tema que não consigo visualizar com clareza numa execução real mas que se melhorar alguns aspectos poderia sim ter uma boa concepção para ser executado

Sorrir ainda é o melhor remédio
Apresentação:  8,3
Título: 0,5 – Título pouco criativo, não tão envolvente apesar de descrever e sintetizar bem o enredo
Visual: 0,7 – Imagens pouco coerente mas nada que afetasse totalmente a ideia do enredo
Introdução: 0,1 –  O texto de introdução não foi bem esclarecedor da ideia, fez com que a proposta tornasse dificultosa para o entendimento. Texto pouco explicativo
Explicação: 7,0 – Enredo não foi bem defendido em sua ideia central, não tem um bom entendimento pois falta clareza e objetividade da proposta. Faltou coerência da apresentação da explicação do enredo
Setor, carros e alas: 8,4 – Dentro do que foi apresentado, a divisão setorial, de carros e alas foi executada de forma regular. Até a divisão do desfile ficou confusa, o autor se perdeu em sua ideia
Tema e exploração temática: 8,0 – Tema não tão rico, faltou criatividade na exploração do texto, sem ser convidativo o enredo ficou frio numa percepção e concepção para carnaval  
Enredo e Carnavalização: 8,4 – Tema fraco para uma possível execução, não foi bem defendido para que pudesse ter um bom argumento de defesa do enredo

O grito saiu da tela...e invadiu a passarela
Apresentação:  7,8
Título: 0,1 – Título ruim, pouco criativo e sem contextualização  
Visual: 0,3– Não foi muito bem organizado, imagens que não ilustram bem a ideia do enredo e sem coerência dentro da ideia  
Introdução: 0,4 – Papel desempenhado de forma regular, a introdução deixa pouco clara o que seria a ideia do enredo e também foi montado de forma pouco objetiva para enredo
Explicação: 8,5 – Enredo não foi bem explicado, repetiu algumas informações com o decorrer do título. Faltou criatividade para explicação do enredo
Setor, carros e alas: 9,4 – Dentro da proposta fraca do enredo a setorização não poderia ser diferente, pouco ficou claro na setorização do enredo
Tema e exploração temática: 8,7 – Enredo não foi bem explorado e não conseguiu exprimir a proposta, o enredo dá uma impressão de ter sido copiado de algum lugar.
Enredo e Carnavalização: 8,0 – Enredo fraco, sem muita perspectiva de execução do mesmo, faltou criatividade em sua montagem

Das raízes africanas, a história da capoeira
Apresentação:  7,3
Título: 0,1 – Título pouco criativo, sem deixar claro a ideia do enredo
Visual: 0,1 – Visual do enredo fraquíssimo, não enfatizou em imagens a ideia do enredo, faltou clareza e objetividade
Introdução: 0,1 – Texto não explicou nada do que deveria ter no enredo, faltou informações importantes para um melhor entendimento do enredo
Explicação: 7,0 – Não foi bem explicado, não imprime uma ideia histórica e sim uma narrativa o que contradiz com a proposta do enredo. Faltou criatividade na montagem
Setor, carros e alas: 8,9 – Dentro do texto fraco que apresentou, o enredo foi medianamente dividido fazendo talvez uma possível carnavalização do enredo
Tema e exploração temática: 9,9 – Dentro da regularidade do enredo apresentado, o tema foi bem explorado. Faltou história e detalhes num enredo que trata da cultura afro dentro do Brasil
Enredo e Carnavalização: 9,3 – Faltou proposta, ideia, contexto e coerência no texto com a divisão setorial par que pudesse ter uma clareza na execução.

Canto e recanto em cada “canto”
Apresentação:  8,9
Título: 0,4 – Criativo o título do enredo, mas não surpreendente
Visual: 0,7  – Visual regular, faltou especificar algumas informações para melhor entendimento do visual com o texto  
Introdução: 0,8 – Expressou de forma objetiva e clara a ideia central do enredo, desempenhou de forma regular para o entendimento do enredo  
Explicação: 9,9 – Enredo bem explicado mas faltou objetividade no tema
Setor, carros e alas: 9,8 – Com omissão de fatos descritos na sinopse, a divisão setorial ficou um tanto quanto perdida na proposta
Tema e exploração temática: 9,8 – Tema que poderia ter sido melhor explorado pois apresentou uma boa ideia, tinha tudo para ter uma exploração temática mais consistente  
Enredo e Carnavalização: 9,7 – Não teve uma boa leitura dentro de possível execução, mas tem leveza e propôs uma boa sintetização

Um conto de amor no coração da mata misteriosa
Apresentação:  9,1
Título: 0,6 – Título comum sem muita inovação, deixando clara um pouco da falta de criatividade  
Visual: 0,5 – Visual médio, nada de surpreendente e nem que desqualifique a sua montagem.
Introdução: 1,0 – Texto claro, objetivo e oportuno dentro do que se tratou a proposta, fez um bom link com a estória a ser apresentada  
Explicação: 9,9 – Enredo com proposta consistente mas não foi tão bem explicado, teve sua ideia pouco aproveitada para explicação do mesmo
Setor, carros e alas: 10,0 – Bem distribuído em setor, fácil leitura dos carros e alas em desfile. A ideia fica mais clara na divisão do enredo
Tema e exploração temática: 10,0  – Enredo bem explicado, embasado, e com forte defesa tem tudo que um enredo precisa para ter fácil leitura e ser bem executado
Enredo e Carnavalização: 9,9 – É um enredo de leitura não tão fácil mas a visualização dele e execução é claro com objetivo de trazer o espectador e leitor para dentro da história.

O homem no espelho
Apresentação: 8,4
Título: 0,1 –  Título fraco, sem muito o que dizer
Visual: 0,9 – Bem montado, ficou com um visão bem bacana a apresentação do texto
Introdução: 0,4 –  Texto pobre em informação sem muita criatividade, não introduziu bem a ideia do enredo gerando duvidas do que poderia ser apresentado no enredo
Explicação: 8,3  - Enredo não foi bem explicado, faltou informação para melhor compreensão do enredo
Setor, carros e alas: 9,0 – Enredo foi até dividido de forma bacana mas emitiu fatos que estavam na própria sinopse. Faltou coerência na escolha dos setores
Tema e exploração temática: 9,8 – Enredo não foi explorado de forma legal, faltou informação para entendimento do leitor apesar da proposta ter sido boa
Enredo e Carnavalização: 9,8 – Leitura um pouco dificultosa, mas tem uma boa proposta que não foi defendida em momentos que fariam diferença no julgamento

Justificativas Renio Ramos - apuração paralela SEXTO CONCURSO.




JUSTIFICATIVAS

ENREDO 02 – TODA ÁFRICA QUE HÁ NO BRASIL

JUSTIFICATIVA (-0,2) – O autor do enredo embora tenha sido feliz em trazer um texto limpo  com características claras de uma pesquisa bem fundamentada como é percebido no texto sinopse, o mesmo, não soube expor de forma concisa e organizada as ideias centrais de seu trabalho a ser desenvolvido. A falta de estrutura do texto de justificativa deixou aquém do esperado em um texto introdutório. (-0,2).

EXPLICAÇÃO (-0,3) – O autor embora tenha realizado uma pesquisa bem fundamentada como falado anteriormente pecou na concatenação das ideias que setorizam a estrutura do texto sinopse, realizando alguns equívocos linguísticos que deixaram o texto aquém do belo enredo. O texto se deteve muito em pontos pontuais da historia africana, o que concerne a chegada dos negros ao Brasil, deixando de explorar mais setores culturais do folclore brasileiro de pura essência africana e muito presente no interior do Brasil. O texto apresentou uma estrutura irregular de criação de enredo.

SETORES CARROS E ALAS (-0,2) - Verificamos no texto alguns equívocos como:
- O I casal de MS e PB (Chica da Silva e João Fernandes), o qual, o texto sinopse não menciona e nem faz menção a estas personalidades importantes na historia do Brasil. Até porquê, o enredo trata-se de influências africanas, costumes e  crenças, e não PERSONALIDADES AFRICANAS na história do Brasil.
- A primeira ALA – traz outro equívoco histórico, pois neste primeiro momento deste primeiro setor  não cabe a presença dos Senhores de Engenho, pois trata-se da Chegada dos negros via o Navio Negreiro, quem os conduzira são os administradores dos Navios, as companhias e seus representantes. A figura dos senhores de engenho aparecem em outro momento da historia.

EXPLORAÇAO TEMÁTICA (-0,2) – O tema poderia ter sido mais bem desenvolvido pelo autor, pois trata-se de um enredo rico em conteúdo e de história a ser trazida ao conhecimento de todos. A influência africana é rica e diversificada e poderia ter sido mais bem aproveitada pelo autor. Fatores Folclore Afro-brasileiro, influencias
na linguagem (de forma mais concisa), em movimentos sociais, entre outros.

ENREDO CARNAVALIZAÇÃO (-0,1) – Trata-se de uma belíssima história e bem carnavalizavel, precisa apenas ter um cuidado maior em seu desenvolvimento e de  possuir um maior conteúdo de informações relevantes para se tornar real, sabemos que este tema possuí um rico e vasto conteúdo.

ENREDO 03 - XAMÃS - PÁSSAROS DA NOITE, SENHORAS DA CURA

SETORES CARROS E ALAS (-0,3) -  O autor se preocupou muito  em contar a história que cada fantasia representa e não em descreve-las como serão . Prejudicando a visualização das mesmas. Com isso deixou o texto cheio de informação até repetitiva, uma vez, já mencionadas na sinopse.

EXPLORAÇAO TEMÁTICA (-0,1) – O tema foi muito bem explorado pelo autor, subdividido por setores. Mas, o mesmo ao explicar o que representava cada fantasia apresentou novas informações não contidas no texto sinopse.


ENREDO 04- O PEQUENO BURGUÊS DA VILA


SETORES CARROS E ALAS (-0,3) -  O autor realizou alguns equívocos no desenvolvimento da estrutura do desfile, como:

-O autor  referiu como ala o Mestre Sala e Porta Bandeira.
- a ausência da ala de Passista da escola.
- As alas e os carros com pouco detalhamento de como serão desenvolvidas.

EXPLORAÇAO TEMÁTICA (-0,2) –  O autor em seu texto, não apresentou um  ‘eu lírico’ claro, sendo este narrado em primeira pessoa, não deixou claro quem narra a historia, é o Martinho da Vila, um brasileiro qualquer?
            O texto poderia ter sido mais rico em conteúdo pois apresenta argumentos consistentes para deixar a historia mais diversificada de informações, mais o mesmo se limitou ao conteúdo da musica inspirada o enredo.

ENREDO CARNAVALIZAÇÃO (-0,1) – A  belíssima história é carnavalizavel, precisa apenas ter um cuidado maior em seu desenvolvimento e possuir um maior conteúdo de informações relevantes para se tornar real.


ENREDO 05 – “BEM VINDOS AO PARAÍSO DE CHLOE - A TERRA DOS DENTES DE COELHO :B”

VISUAL (-0,2) – O texto apresenta umas irregularidades de escrita e de formatação que é visualmente percebida.
EXPLICAÇÃO (-0,3) - Percebe-se um esforço do autor em justificar a importância e relevância de seu enredo, mesmo não tendo argumentos convincentes para tal. Apresentando-se uma pequena irregularidade na apresentação. O texto explicativo de sinopse apresentou franco em pontos argumentativos da historia contada. Nesta tentativa de convencer ao leitor a embarcar neste mundo imaginário da Chloe, tornou-se repetitivo.

SETORES CARROS E ALAS (-0,2) – Faltou argumentos mais palpáveis para o desenvolvimento dos setores, mais é louvável a intensão e distribuição do enredo ao longo da estrutura de desenvolvimento, poderia ter sido mais bem realizado.


EXPLORAÇAO TEMÁTICA (-0,4) –  O autor como já mencionado tinha pouco argumentos para defender seu texto, mesmo idealizando um paraíso surreal não possuía um conteúdo de texto suficiente para explorar melhor o seu tema-enredo.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,7) – Trata-se de uma historia de pouca relevância cultura e de apresentação real. Trata-se de enredo pouco interessante para ser desenvolvido.

ENREDO 06 – DEIXO A PRAÇA E CAIO NA FOLIA. SÓ VOLTO PRA LÁ QUANDO AMANHECER O DIA É NESSE VISUAL QUE EU VOU!
TITULO (-0,2) – O autor não correlacionou o titulo do texto com seu enredo, em nenhum momento ele faz menção a folia.

 VISUAL (-0,1) – O texto é extremamente extenso o que torna o texto visualmente cansativo.

INTRODUÇÃO (-0,1) – O autor preferiu realizar uma introdução ligada ao texto desenvolvido, o que não foi percebido a ligação entre a praça e a folia mencionado pelo autor.

EXPLICAÇÃO (-0,3) – O autor preocupou-se muito em trazer conteúdo relacionando a praça e seu valor ao longo do tempo, mais não contextualizou com a folia a qual se propunha para o seu carnaval. Percebe-se uma grande pesquisa desenvolvida para a realização do texto.  O qual é um texto de pesquisa acadêmica e não texto sinopse de enredo, o autor não desenvolveu de forma correto um texto sinopse limitou-se a transcrever seu texto de pesquisa.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,7) –  O autor presenta um desenvolvimento de roteiro totalmente equivocada. O mesmo apresentou nove(09) carros e apenas dez (10) alas, logo excede o numero de alegorias permitidas e não apresenta um numero de alas possíveis para contar o seu enredo, logo, muito coisa contada na sinopse não esteve dentro do roteiro do desfile. A mal estrutura desenvolvida, tem outro agravante na contextualização, a falta de elementos importantes como a presença do Mestre Sala e Porta Bandeira .

EXPLORAÇÃO TEMATICA (-0,3) – O autor realizou uma vasta exploração sobre o assunto praça ao longo da historia, mais como já mencionado não contextualizou com o carnaval, com a folia para deixa-lo coerente com sua proposta. A extensão do texto prejudicou o autor ao desenvolver o seu tema, pois deixou o seu texto enxado de informações que não foram retratadas em seu desenvolvimento de desfile.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,4) – O enredo é interessante, o foco dado é louvável, é um assunto carnavalizavel desde que podado e moldado para isso. O autor não estruturou seu texto para deixa-lo no formato de enredo, como já mencionado, trata-se de um texto de pesquisa e não de enredo, o que prejudicou um bom trabalho de enredo.


ENREDO 07 – TERRA AUSTRALIS - A HISTÓRIA DA DESCOBERTA E A VIDA AUSTRALIANA


TITULO (-0,1) – O titulo querente com a proposta do enredo e seu desenvolvimento só faria uma correção no texto para deixa-lo mais adequado para: TERRA AUSTRALIS -  DESCOBERTA E VIDA AUSTRALIANA.

INTRODUÇÃO(-0,1) – O autor desenvolveu uma boa introdução de apresentação de seu enredo, mais deixou a desejar na forma como o mesmo escreveu precisaria um cuidado maior na escrita, o que não comprometeu o entendimento do texto.
EXPLICAÇÃO (-9,8) – O autor desenvolveu muito bem o seu texto, nele percebemos a divisão histórica do enredo em seu desenvolvimento, a historia da descoberta, da vida do povo australiano, os jogos e parte final o “DIA AUSTRALIS”. Questiono apenas mais elementos convincentes nestas partes mencionadas de elaboração do texto, e poderia ter caprichado mais na escrita e o uso correto de pontuação o excesso de uso da virgula de forma incorreta deixou o texto simplista.


SETORES, CARROS E ALAS (-0,2) – O autor realizou um bom trabalho de desenvolvimento de seu roteiro de desfile, apenas quero salientar que poderia ter caprichado mais quanto ao detalhamento das fantasias, não apenas citar os nomes das mesmas.

EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,2) -  O autor poderia ter explicado melhor determinado pontos importantes no texto, como os fatores que levaram a Independência do País, sobre o povo que lá viviam, a Relação entre o Brasil e a Austrália a importância de ter este dia “D” ( dia de Australis).

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,3) – O enredo regular sobre um país sem muita ligação com o Brasil. É Louvável em querer popularizar este país, mais aparentemente carente de elementos para tal.


ENREDO 08 – PASSEANDO EM BELÉM

EXPLICAÇÃO (-0,2) –  O autor foi muito feliz na forma de contar seu enredo, em forma de passeio, uma viagem sobre a Cidade de Belém, cidade essa rica e diversificada, pontuo o fato do mesmo não ter se preocupado com a forma de ligação entre a passagem de um ponto turístico e/ou local visitado, o que resultou numa queda rítmica da leitura, mais nada que comprometesse o seu entendimento.

EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,1) – O texto Ricamente importante e interessante, recheado de belas imagens e singularidades e o que poderia ter contato mais a parte histórica da cidade sua conquista e seus grandes personalidades.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,1) –  O enredo embora que não seja original, pois já vimos este Estado e cidade muitas vezes cantado e contado na Avenida. A forma como o autor desenvolveu a historia foi bem interessante sem dúvida é um bom enredo e totalmente carnavalizavel.

ENREDO 09 – SÃO BORJA, CIDADE HISTÓRICA, TERRA DE VALOR!

VISUAL (-0,2) – O texto é extremamente extenso o que torna o texto visualmente cansativo.

INTRODUÇÃO (-0,2) – O autor preferiu realizar uma introdução ligada ao texto desenvolvido, o que faltou mais elementos introdutório para que de inicio pudéssemos ter noção do todo a ser apresentado.

EXPLICAÇÃO (-0,3) –  O autor pecou pelo excesso de informação para defender o seu enredo e contar a sua história, muitas vezes passou repetitivo, além tratar-se de um texto conceitual de pesquisa e não um texto sinopse mais concisa.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,2) – O autor realizou um bom trabalho de desenvolvimento de seu roteiro de desfile, apenas quero salientar que poderia ter caprichado mais quanto ao detalhamento das fantasias, não apenas citar os nomes das mesmas.


EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,3) – O texto Ricamente importante e interessante, recheado de belas imagens e singularidades e o que poderia ter sido mais conciso e ter realizado em forma de texto sinopse e não de forma de pesquisa e detalhamento conceitual histórico local.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,2) – O enredo é relevante, trata-se de uma cidade histórica rica em elementos carnavalizavel, o autor poderia ter sido mais cuidadoso na realização do texto.

ENREDO 10 –  #SUNSET PHANTOM

Enredo e Carnavalização (-0,2) – O enredo é complicado trás consigo assuntos muito complicado de serem retratados na avenida, drogas, seres extraterrestres, anomalias etc, mesmo sendo justificado como pós apocalíptico não é relevante e carnavalização. Nem em 2029, com todo avanço tecnológico e social este enredo seria possível de ser retratado. O autor erroneamente escolheu o seu tema.


ENREDO 11 –  O CARNAVAL TRIBUTÁRIO – A FOLIA DOS TRIBUTOS

TITULO (-0,3) – O titulo: O CARNAVAL TRIBUTÁRIO – A FOLIA DOS TRIBUTOS, neste titulo o autor cometeu um PLEONASMO repetição de um mesmo vocábulo, com o mesmo significado, com o objetivo de enfatizar a ideia de forma desnecessária, logo o correto seria escolher como titulo O CARNAVAL TRIBUTÁRIO ou A FOLIA DOS TRIBUTOS, o quais tem o mesmo significado ao emitir a mensagem.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,1) – O autor realizou um bom trabalho de desenvolvimento de seu roteiro de desfile, apenas quero salientar que poderia ter caprichado mais quanto ao detalhamento das fantasias, não apenas citar os nomes das mesmas, como ocorreu em algumas alas é tripé, tais como: alas (3,6,7,9,12 entre outras, e os tripés (1e2), mesmo julgando que são alas e tripés claros de entendimento.

EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,2) – O texto Ricamente importante e interessante, recheado de belas imagens e singularidades e o que poderia ter sido mais conciso.


ENREDO 13 – SUSANA SOBERANA – ABAIXO DE DEUS. ACIMA DE TODOS


TITULO (-0,3) – O titulo: SUSANA SOBERANA – ABAIXO DE DEUS. ACIMA DE TODOS, o autor poderia ter escolhido outro titulo para seu enredo, pois o mesmo, soa pretencioso alguém considerar-se acima de todos e abaixo de Deus, creio que nem a homenageada se considera assim, até por que FERNANDA MOTEGRO está aí para contestar, outro fator visto é o uso incorreto do ponto na seguinte parte do titulo(abaixo de Deus. Acima de todos) teria que usar a virgula ao invés do ponto final.


EXPLICAÇÃO (-0,2) –  O autor pecou pelo excesso  de falta de informações relevantes da atriz, mulher e brasileira Susana Vieira. Mesmo não sendo um enredo autoral sentimos falta de elementos mais interessantes e relevantes desta grande atriz, que fundamentem a relevância desta homenagem.


EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,2) – O autor realizou um interesse recurso para desenvolver sua sinopse, a versão em forma de entrevista deixou o texto bem interessante e que predem a atenção do leitor, mais a forma não coloquial de narrar deixou o texto pobre e simplista.


ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,2) – O enredo é passível de existir, trata-se de uma homenagem justa a uma grande atriz e mulher brasileira e rica em historias. Mais que o autor não soube aproveitar o potencial enredo que possuía.

ENREDO 14 –  É SÓ DIZER!


INTRODUÇÃO (-0,4) – O autor preferiu realizar uma introdução ligada ao texto desenvolvido, o que faltou mais elementos introdutório para que de inicio pudéssemos ter noção do todo a ser apresentado, quase não se percebe a introdução no texto.

EXPLICAÇÃO (-0,2) –  O autor realizou uma boa explicação do tema, pecando na divisão explicativa de sua história, a mesma foca muito da parte infantil/literatura para contar a sua historia  enquanto que nas outras áreas é menos explicado.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,4) – O autor realizou um bom trabalho de desenvolvimento de seu roteiro de desfile, apenas quero salientar que poderia ter caprichado mais quanto ao detalhamento das fantasias, não apenas citar os nomes das mesmas, além de ter por um erro ou não dois carros na mesma posição de desfile (carro 02).


EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,3) – O texto é interessante recheado de belas imagens e singularidades e o que poderia ter sido  mais aproveitado pelo autor, poderia ter viajado pela historia onde existe expressões  conhecidas pelo mundo de poder que ultrapassou o tempo limitou-se a historia da religião e da literatura infantil, poderia ter sido mais abrangente.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,2) – O enredo é relevante, trata-se de uma  história rica em elementos carnavalizáveis, o autor poderia ter sido mais cuidadoso na realização do texto.


ENREDO 15 – ADA ROGATO – A GAIVOTA SOLITÁRIA


EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,3) – O texto é bastante relevante, inédito e interessante recheado de belas imagens e singularidades. Porém o autor deixou o texto muito burocrático com características de trabalho acadêmico, poderia ter sido mais conciso, o que não prejudicou a grandiosidade da historia. Trata-se de um belo enredo biográfico e merecida homenagem a esta mulher singular.

ENREDO 16 – SORRIR AINDA É O MELHOR RÉMEDIO

INTRODUÇÃO (-0,1) – O autor realizou uma introdução correta, faltou apenas uma preocupação maior quanto a sua organização estrutural em termo de ideias para que pudesse ter um texto mais querente e requentado.

EXPLICAÇÃO (-0,3) – O autor embora tenha preferido realizar uma sinopse setorizada do  enredo, este foi conciso demais em informações pertinentes de cada setor, além de ter sido repetitivo em termos de elementos no setor 4 e 6.

EXPLORAÇÃO DO TEMA (0,3) – O autor poderia ter seguido uma linha mais cômica , humorada sobre o tema ao invés de retratar pontos já visto na avenida com o enredo da agremiação Unidos do Viradouro em seu enredo “CIDADE SORRISO”, verifica-se que o mesmo se limitou a mesma discrição do enredo da referida agremiação, faltando algo novo que surpreendesse.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,3) – O autor preocupou-se apenas  em citar os nomes das fantasias e carros em o devido cuidado de  descreve-las por amais obvias que fossem, se faz necessário.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,3) -  O autor realizou através de uma visão simplista e limitada a boa proposta de enredo que possuía, mesmo sendo essa não inédita. O bom enredo e rido em elementos carnavalizáveis foi de certa forma negligenciado por não trazer nada de novo apenas elementos sem surpresas do tema.



ENREDO 17 – O GRITO SAIU DA TELA ... E INVADIU A PASSARELA !


EXPLORAÇÃO DO TEMA (-0,2) – O autor fez uso de um recurso linguístico muito usual em sala de aula para desenvolver o seu trabalho de enredo, trata-se de um texto de pesquisa denominado Publicitário, este trás consigo elementos de competências linguísticas, ou seja, conhecimento que o falante ou ouvinte, escritor ou leitor possuem sobre o assunto abordado e o utilizam para a construção de expressões que compõem os textos, dentre os recursos expressivos da língua o autor escolheu os que mais se adaptam ás condições da produção para reforçar a ideia do sua narrativa histórica, que são: as imagens e as cores de ligação com o enredo. Até aí tudo bem, sabiamente utilizado pelo autor, mais o mesmo cometeu um erro pelo excesso do recurso, que pareceu-me repetitivo em alguns momentos onde as cores em destaque não reforçava a ideia do texto falado no momento, pode ser visto na passagem onde o autor fez referência aos gritos de guerra das Escolas de Samba. Parabéns  o texto muito bem escrito e amarrado e bem explorado pelo seu desenvolvedor.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,3) – Devido o autor ter abordado diversos “tipos” de gritos e/ou situações de gritos resultou em um desenvolvimento de roteiro irregular pois há setores com quantidade de alas diversificadas setores com cerca de 6, 7 e até nove alas, um erro primário de um autor experiente. A escola veio com cerca de 47 alas, um risco que poderia ter sido evitado pela agremiação.

ENREDO 18  - DAS RAIZES AFRICANAS, A HISTORIA DA CAPOEIRA

INTRODUÇÃO (-0,2) – O autor usou e abusou da virgula, foto este desnecessário na maioria das vezes deixando o texto introdutório irregular e com uma escrita deficiente.

SETORES, CARROS E ALAS (0,3) – O autor erroneamente preocupou-se em apenas descrever o significado de cada fantasia e carros e não em descreve-las como seria cada uma delas. O que resultou num erro de desenvolvimento de roteiro.

ENREDO 20 - UM CONTO DE AMOR NO CORAÇÃO DA MATA MISTERIOSA

VISUAL (-0,5) – O autor utilizou-se de uma escrita com uma cor de fonte impropria para um texto que será avaliado, pois dificulta a leitura, a cor utilizada (verde vivo e vermelho) de nada contribui para o texto apenas prejudicou a leitura e visibilidade do mesmo.

INTRODUÇÃO (-0,1) – Uma introdução coerente com a proposta do enredo apenas com excesso de virgulas em lugares desnecessário.

EXPLICAÇÃO (-0,3) – O autor não foi feliz na explicação do seu tema, referia-se que contaria historia de uma amor “impossível” na qual não vi de forma concreta está história faltou mais conteúdo e informação para a historia contada, outro fator a ser mencionado é o uso de outras lendas que de nada agregou ao enredo (Curupira e o Saci).

EXPLORAÇÃO DO TEMA(-0,3) – Como já mencionado a historia foi pouco explorado frustrando a expectativa de conhecer mais sobre este conto de amor, o autor poderia ter sido mais criativo e inteligente na narrativa da mesma.  Um enredo que poderia ter sido melhor desenvolvimento e explorado.

SETORES, CARROS E ALAS (-0,3) - O autor erroneamente preocupou-se em apenas descrever o significado de cada fantasia e carros e não em descreve-las como seria cada uma delas. O que resultou num erro de desenvolvimento de roteiro.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,3) – Trata-se de um enredo carnavalizavel repleto de elementos coreógrafos e poderia ter sido mais bem elaborado e aproveitado pelo autor para.

ENREDO 21 -  O HOMEM NO ESPELHO

EXPLICAÇÃO (-0,3) – O autor realizou um texto bem conciso sobre o seu homenagem, não deixando claro se era biográfico(vida e obra) ou apenas sobre as características do autor, ficou meio confuso. O mesmo repetiu como forma de afirmação a frase O homem no espelho cerca de 9 vezes num texto pequeno, o que tornou o texto simplório, necessitava de mais informações sobre o homenageado, tudo muito superficialmente.

EXPLORAÇÃO TEMÁTICA (-0,4) – O autor poderia ter explorado mais o bom enredo que possuía ricamente cheia de informações que poderia aproveitar, poderia ter saído da atmosférica psicológica do personagem central do enredo, o mesmo contou de forma rasa as impressões deixadas e que possuía o seu homenageado em suas ações e em seu trabalho.

ENREDO E CARNAVALIZAÇÃO (-0,2) – O autor deixou de aproveitar o bom enredo que possuía, ter trazido mais argumentos que sustentasse a relevância da proposta. Rico em imagens, sons e formas.


Marcadores